quinta-feira, 18 de julho de 2019

Bolsonaro sanciona lei para comunidade autista e Mion comemora: ‘vitória sem precedentes’

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje a Lei 13.861/2019, que inclui dados específicos sobre o autismo no Censo do IBGE. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e o apresentador Marcos Mion participaram da cerimônia de assinatura da lei. Mion, que tem um filho autista e representava a comunidade de autistas e familiares, afirmou que é uma “vitória sem precedentes” para a comunidade, um reconhecimento pelo qual as famílias lutam há décadas. 

Brasil se consolidou como promotor da democracia na América do Sul, diz ministro de Bolsonaro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, comemorou o sucesso da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, que considerou fundamental para consolidar o papel do Brasil no Mercosul como centro propulsor de integração aberta e crescimento econômico, e promotor da democracia na América do Sul. Araújo falou também sobre os objetivos do Brasil na XXIV Reunião do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, de que participará em Cabo Verde.

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Procuradores pedem que Plenário do STF reverta rapidamente decisão de Toffoli

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A decisão do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, de suspender investigações e processos judiciais com origem em dados de órgãos de controle, causou a reação de procuradores em todo o País. Além de manifestações individuais, houve também a divulgação de notas públicas por parte da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) e das forças-tarefas das operações Greenfield e Lava Jato em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Os procuradores pedem que a decisão de Toffoli seja revista pelo Plenário do Supremo com a maior urgência possível, já que põe em risco investigações de crime organizado em todo o país. 

Paulo Guedes fala sobre novo papel do Mercosul depois de ter sido usado como ferramenta ideológica

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro da Economia, Paulo Guedes, está na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que foi a Santa Fé, na Argentina, para participar da 54ª Cúpula do Mercosul, quando o Brasil assumirá a presidência pró-tempore do Bloco. Paulo Guedes explicou que o governo Bolsonaro vem acelerando as conversas com os países do Mercosul para buscar mais integração à frente do bloco, superando a dominação ideológica do bloco para transformá-lo em um instrumento de desenvolvimento. 

Bolsonaro anuncia venda de cinco aviões da Embraer para Portugal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente Jair Bolsonaro anunciou ontem (16), por meio de sua conta pessoal no Twitter, a venda de cinco aeronaves da Embraer, modelo KC-390, para a Força Aérea Portuguesa. Esta é a primeira venda desse novo modelo para um país europeu.

terça-feira, 16 de julho de 2019

‘Decisão de Toffoli é uma monstruosidade jurídica’, diz ex-decano da Lava Jato

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador aposentado Carlos Fernando dos Santos Lima, ex-decano da força-tarefa Lava Jato em Curitiba, lamentou a decisão do ministro Dias Toffoli, que suspendeu todos os inquéritos instaurados sem decisão judicial prévia, a partir de dados oriundos de órgãos de controle como o Coaf e a Receita Federal. Carlos Fernando dos Santos Lima disse: “A decisão de Toffoli é uma monstruosidade jurídica e só pode ser entendida como mais um atentado contra o combate à corrupção. Triste o país que tem pessoas como ele em posições que não merecem”. Lima acrescentou: “A decisão de Toffoli é a mais irresponsável de todas as decisões absurdas e desqualificadas que temos visto em todos esses anos…”.

Moro alerta velha imprensa sobre desmoralização: ‘essa campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção está beirando o ridículo’

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em licença não-remunerada para descansar, ironizou mais uma tentativa frustrada de denegrir o trabalho da força-tarefa da Lava Jato e seu próprio trabalho quando era juiz da 13ª Vara Federal. Moro disse: “Sou grande defensor da liberdade de imprensa, mas essa campanha contra a LavaJato e a favor da corrupção está beirando o ridículo. Continuem, mas convém um pouco de reflexão para não se desmoralizarem. Se houver algo sério e autêntico, publiquem por gentileza”.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...