sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Juiz aceita denúncia por pedaladas fiscais; Dilma e Luciano Coutinho se safam graças à idade

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Políyica
O juiz Francisco Codevila, da 15ª Vara Federal de Brasília, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, o ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine, o ex-secretário do Tesouro Arno Augustin e o ex-subsecretário de Polícia Fiscal Marcus Pereira Aucélio por operações de crédito do governo federal com bancos públicos, obtidas a partir do atraso em repasses de recursos destinados ao pagamento de despesas do governo com programas sociais. São as  chamadas pedaladas fiscais, que motivaram o impeachment de Dilma Rousseff.

Promotor confronta o STF ao expor que a Constituição vem sendo desvirtuada, mas não por Bolsonaro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em artigo intitulado ‘O presente do presidente’, o promotor Rodrigo Merli Antunes, especialista em Processo Penal que atua no Tribunal do Júri em Guarulhos, apontou a incoerência de um membro do Supremo Tribunal Federal presentear o presidente eleito com um exemplar da Constituição Federal, enquanto a própria Corte, encarregada de ser o guardião da Constituição, vem tomando decisões contrárias ao texto. 

Bolsonaro indica Almirante Bento Albuquerque Junior para o Ministério de Minas e Energia

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior assumirá o Ministério de Minas e Energia. A confirmação foi anunciada hoje (30) pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, na sua conta no Twitter.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Fux pede vista e interrompe o julgamento do indulto de Temer

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
No julgamento que avalia o indulto concedido pelo presidente Michel Temer no ano passado, o ministro Luiz Fux pediu vista do processo. O pedido de vista interrompe o andamento do processo, que não será mais concluído hoje. 

Carlos Bolsonaro faz declarações enigmáticas sobre tentativa de assassinato de Bolsonaro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O vereador Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, deu uma surpreendente declaração sobre as ameaças ao presidente eleito. Carlos Bolsonaro disse: “a morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto. Principalmente após de sua posse! É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!”. 

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

‘A Lava Jato está em vias de sofrer a maior derrota de sua história’, diz Deltan Dallagnol após voto de Alexandre de Moraes

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
No julgamento sobre a suspensão do indulto de Natal concedido pelo presidente Michel Temer no ano passado, o ministro Alexandre de Moraes votou para manter o decreto que promove a impunidade. Para ele, decidir os termos do indulto é uma atribuição exclusiva e discricionária do presidente da República e o Judiciário não pode fixar requisitos para sua concessão.

‘Se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último’, diz Bolsonaro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A poucas horas do julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal, do indulto concedido pelo presidente Michel Temer no ano passado, o presidente eleito Jair Bolsonaro enviou um alerta ao presidente e ao STF. Bolsonaro disse: “Fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”.

‘É um direito do cidadão saber quem está contra e quem está a favor de suas pretensões’, diz Janaína Paschoal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal, eleita deputada estadual com mais de 2 milhões de votos, relatou que, antes mesmo de assumir o mandato, já tem dificuldades para propor mudanças na Assembleia Legislativa. Janaína, que pretende se candidatar à presidência da Alesp,  mostra como as decisões são tomadas em um colégio de líderes, o que limita a participação dos deputados e impede que a população acompanhe o debate. 

terça-feira, 27 de novembro de 2018

‘Está claro que o acordo do PT era pretexto para financiar a ditadura cubana’, diz Bolsonaro sobre o Mais Médicos

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito Jair Bolsonaro comentou a altíssima adesão de médicos brasileiros ao programa Mais Médicos, ocupando as vagas que ficaram abertas quando a ditadura cubana decidiu abandonar o programa. Bolsonaro afirmou: “Após Cuba irresponsavelmente retirar-se do Mais Médicos por não aceitar dar liberdade e salário integral aos seus cidadãos, quase 100% das vagas já foram preenchidas por brasileiros. Está claro que o acordo do PT era pretexto para financiar a ditadura membro do foro de São Paulo”. Para o presidente eleito, o Mais Médicos não foi o único contrato feito pelos governos petistas para financiar o Foro de São Paulo. Bolsonaro disse: “Há outros acordos suspeitos claramente inviáveis que reforçam a ideia de que nosso país estava disfarçadamente servindo de fonte de renda de partidos alinhados ideologicamente na América Latina, com nossa soberania dando lugar a uma verdadeira submissão ideológica. Não mais!”.

Dodge recomenda a aprovação das contas de campanha de Bolsonaro, com ressalvas

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, apresentou parecer favorável à aprovação das contas de campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro e seu vice, o General Hamilton Mourão. 

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Em deboche com os brasileiros, Temer sanciona aumento para ministros do STF

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente Michel Temer sancionou, nesta tarde, o absurdo aumento dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal, com efeito cascata em todo o funcionalismo, que custará de 4 a 6 bilhões aos contribuintes brasileiros. Com o reajuste, os ministros do Supremo terão seus salários aumentados de R$ 33 mil para mais de R$ 39 mil. Um abaixo-assinado que pedia ao presidente para vetar o escandaloso aumento teve 2,7 milhões de assinaturas. 

URGENTE: Procurador da Lava Jato alerta para golpe de Temer-STF contra a operação

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, voltou a alertar para o julgamento que ocorrerá na quarta-feira no Supremo Tribunal Federal, e que pode ser o “enterro da Lava Jato”. Lembrando que há fortes pressões sobre o Supremo para liberar o indulto concedido pelo presidente Temer no ano passado, Dallagnol reforçou a necessidade da população fazer sua própria pressão, para impedir a vitória da impunidade. 

Bolsonaro confirma General Santos Cruz na Secretaria de Governo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou mais uma indicação para o seu governo. Bolsonaro disse: “Gostaria de comunicar a indicação do General-de-Divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz para a Secretaria de Governo”. O general Santos Cruz foi secretário nacional de Segurança Pública do governo Temer até junho deste ano. O general também comandou a missão da ONU no Haiti. 

domingo, 25 de novembro de 2018

‘Estou mais preocupado em diminuir a população de bandidos que está nas ruas’, diz Alexandre Garcia

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Alexandre Garcia, em texto publicado em suas redes sociais, descreve o cansaço dos brasileiros com os “especialistas” e as políticas públicas que levam à impunidade dos criminosos. 

sábado, 24 de novembro de 2018

‘Projeto social tem que ser para tirar a pessoa da pobreza e não para mantê-la num regime de quase dependência’, diz Bolsonaro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse neste sábado (24) que vai submeter os programas sociais do governo federal a auditorias para verificar se há pessoas recebendo benefícios sem necessidade. Ao participar de evento da Brigada de Infantaria Paraquedista, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ele afirmou que não vai acabar com nenhum programa, mas criticou a dependência de beneficiários que têm condições de trabalhar.

Decisão da Justiça sepulta a narrativa petista de ‘perseguição política’, diz senadora Ana Amélia

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A senadora Ana Amélia Lemos explicou que a decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, que tornou réus os ex-presidentes Lula e Dilma e outros integrantes do alto escalão do PT, desmonta as “narrativas” do partido. Ana Amélia disse: “A decisão da justiça, ao acolher a denúncia da PGR, contra o conhecido ‘Quadrilhão do PT’, colocou, novamente, no banco dos réus, dois ex-presidentes da República desse partido! A acusação que também envolve ex-ministros e alto dirigente do PT, sepulta a narrativa da ‘perseguição política’! Atacar as instituições que cumprem, rigorosamente, seu dever, como faz o PT nesses casos, não cola mais! Em vez de reconhecer seus erros, atiram no alvo errado! Esquecem, por conveniência, que ‘ninguém está acima da lei’!”.

‘O foco vai ser agenda contra corrupção, anticrime organizado e contra o crime violento’, diz Moro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O futuro Ministro da Justiça, Sergio Moro, disse que vai apresentar em 2019 um projeto com medidas contra a criminalidade sustentado em três eixos: combate à corrupção, ao crime organizado e aos crimes violentos. Moro participou nesta sexta-feira do Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

Advogado critica Lei Antiterrorismo temendo que criminalize 'movimentos sociais' e recebe resposta terminante

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O advogado Cristiano Maronna, do IBCCRIM, recebeu uma resposta emblemática de um servidor público que ajudou a organizar manifestações pelo impeachment e contra a corrupção. Ao alegar que a criminalização do projeto da nova Lei Antiterrorismo poderia restringir o espaço democrático e de luta por direitos sociais, Cristiano ouviu que as manifestações de direita conseguiram grandes conquistas sem a necessidade de vandalismo. Assista ao vídeo:

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Ministro do STJ nega recurso que pedia revisão da condenação de Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer, negou hoje (23) o recurso apresentado pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva que pede a revisão da condenação do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. O teor da decisão de Fischer, que é o responsável pelos casos relacionados à Lava Jato no STJ, ainda não foi divulgado.

Cirurgia de Bolsonaro é adiada e só deve ocorrer depois da posse

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Prevista para 12 de dezembro, a cirurgia para retirada da bolsa de colostomia usada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro foi adiada. A informação consta de boletim médico emitido hoje (23) à tarde pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Bolsonaro esteve no Einstein nessa manhã e foi submetido a exames laboratoriais, de imagem e a consultas médicas.

General Paulo Chagas 'intima' o STF: 'Será a justiça mais forte que a idolatria pelo ladrão Lula?'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas questionou a possibilidade dos membros das altas cortes do Judiciário brasileiro se libertarem da “sedução de Lula”. Falando sobre o inquérito que investiga a conduta do desembargador Rogério Favreto, que tentou soltar o ex-presidente Lula durante um plantão judiciário, o general Paulo Chagas afirmou que a Corte que vai julgar o desembargador é vítima do mesmo mal que o réu. O processo, que tramitava no STJ, foi enviado ao STF por também envolver os deputados petistas que solicitaram o habeas corpus ao desembargador “companheiro”. 

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Bolsonaro anuncia Ricardo Velez Rodriguez para o Ministério da Educação

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou sua escolha para o Ministério da Educação. Através do Twitter, Bolsonaro disse: “Gostaria de comunicar a todos a indicação de Ricardo Velez Rodriguez, Filósofo autor de mais de 30 obras, atualmente Professor Emérito da Escola de Comando e estado Maior do Exército, para o cargo de Ministro da Educação”. Nos dois últimos dias, Bolsonaro teve que desmentir a imprensa, que tentou emplacar nomes para o Ministério, chegando a anunciar ministros com base em fontes anônimas. Bolsonaro complementou o anúncio com uma apresentação de Velez Rodriguez:  “Velez é Professor de Filosofia, Mestre em Pensamento Brasileiro pela Pontifícia Universidade Católica RJ, Doutor em Pensamento Luso-Brasileiro pela Universidade Gama Filho, Pós-Doutor pelo Centro de Pesquisas Políticas Raymond Aron, Paris, com ampla experiência docente e gestora”.

Associação oferece assessoria jurídica pro bono a médicos cubanos que desejam permanecer no Brasil

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE comunicou que vai oferecer assessoria jurídica pro bono aos médicos cubanos que decidirem ficar no Brasil. Os profissionais atuavam no Brasil por meio do programa Mais Médicos, que foi abandonado por Cuba após o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmar que pagaria os salários diretamente aos médicos e não mais à ditadura cubana. A ANAJURE explica que a Constituição Brasileira e os tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário garantem aos perseguidos políticos o direito ao asilo e ao refúgio. Reconhecendo a legalidade da proposta do presidente eleito Jair Bolsonaro, a Associação ofereceu ajuda a todos os integrantes do programa que decidirem permanecer no País. 

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Tribunal da Lava Jato nega mais um habeas corpus de Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou ontem (20/11), de forma liminar, um Habeas Corpus (HC) impetrado pela defesa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva que buscava reverter a decisão do juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba de não ouvi-lo novamente na ação penal da Operação Lava Jato referente a um terreno destinado para o Instituto Lula em São Paulo (SP) e um apartamento em São Bernardo do Campo (SP). A decisão foi tomada monocraticamente pelo desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos processos relativos à Lava Jato no tribunal.

Bebbiano é confirmado como ministro da Secretaria-Geral da Presidência, e sugere Carlos Bolsonaro para a Secretaria de Comunicação

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmou hoje (21) o nome do advogado Gustavo Bebianno como ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência. Segundo Onyx, ele é um “homem preparado e da absoluta confiança” do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Bolsonaro anuncia André Luiz de Almeida Mendonça como novo Advogado-Geral da União

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou, através de seu perfil no Twitter, sua indicação para o cargo de Advogado-Geral da União. Bolsonaro disse: “Informo a todos que a Advocacia Geral da União será liderada pelo senhor André Luiz de Almeida Mendonça, advogado com ampla vivência e experiência no setor”.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Bolsonaro confirma Luiz Henrique Mandetta para o Ministério da Saúde

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou hoje (20), na sua conta do Twitter, que o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), de 53 anos, vai assumir o Ministério da Saúde a partir de janeiro de 2019. Ortopedista pediátrico, Mandetta não se candidatou à reeleição, portanto estará sem mandato no próximo ano.

‘Cuba jamais aceitaria que seus escravos aprendessem o doce sabor da liberdade’, dizem médicos cubanos em carta ao povo brasileiro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A Associação de Cubanos Livres Residentes no Brasil divulgou uma carta ao povo brasileiro, em que manifesta apoio ao presidente eleito Jair Bolsonaro pela decisão de parar de financiar a ditadura cubana através da exploração do trabalho escravo do povo cubano no programa Mais Médicos. Na carta, os cubanos livres alertam que, embora a imprensa tente culpar Bolsonaro, a decisão de abandonar o programa foi da ditadura cubana, pois “Cuba jamais aceitaria que seus escravos aprendessem o doce sabor da liberdade”. 

Contra Bolsonaro, Dilma diz que 'fará aliança até com o diabo'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Durante um evento na Argentina, a presidente deposta Dilma propôs a formação de uma frente de esquerda para combater o governo eleito de Jair Bolsonaro. Para a ex-presidente, essa união precisaria ser “a mais ampla possível”. Dilma disse: “a gente deve ser capaz de fazer todas as alianças necessárias, com todos os segmentos. A gente fará aliança até com o diabo para combatê-los”. 

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

‘Entre a branca que oficializou o fim da escravidão, e o negro que tinha escravos, acabamos optando por este último’, diz promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor Rodrigo Merli Antunes, que é especialista em Processo Penal e atua no Tribunal do Júri de Guarulhos, discorda da data escolhida para a comemoração do Dia da Consciência Negra. Para Antunes, a escolha de uma data ligada a Zumbi dos Palmares desconsidera fatos históricos como o de que Zumbi mantinha seus próprios escravos, também negros, e detinha poderes absolutos mantidos através da força. O promotor sugere uma homenagem à Princesa Isabel, e ironiza: “Entre a branca que oficializou o fim da escravidão, e o negro que tinha escravos, acabamos optando por este último”. 

Funcionários da TV Brasil e EBC apagam posts contra Bolsonaro de suas redes sociais

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Uma matéria do jornal O Globo relata que funcionários públicos estão apagando os comentários que fizeram nas redes sociais contra o presidente eleito Jair Bolsonaro. Segundo a repórter Renata Mariz, “há relatos de funcionários que passaram a apagar comentários contrários a Jair Bolsonaro nas redes sociais, para evitar que as críticas possam prejudicá-los na disputa por cargos de coordenação na futura gestão”.

Movimentos sociais serão responsabilizados por seus crimes, diz Moro: 'Eles não são inimputáveis'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em uma entrevista à revista IstoÉ, o futuro Ministro da Justiça, Sérgio Moro, foi questionado sobre como o futuro governo deve agir em relação a “movimentos sociais” como o MST e o MTST. Moro esclareceu que, como qualquer cidadão, os movimentos têm direitos e liberdade de manifestação, mas não podem violar as leis nem esconder crimes por trás da denominação de “movimentos sociais”. Moro disse: “Já existe a lei que protege a propriedade privada. Esses movimentos sociais têm direitos e liberdade de manifestação, de protesto, é algo natural. Mas existem limites para esse tipo de coisa, como invasão, prejuízos à propriedade privada, perturbação da ordem, fechamento de vias públicas com queima de pneus, incomodando as pessoas. Isso não é comportamento aceitável. Isso foge da regra e tem que ser apurado na forma da lei, responsabilizando as pessoas que provocaram danos ao patrimônio. Eles não são inimputáveis”.

domingo, 18 de novembro de 2018

‘A Opas tem que ser condenada por seu escandaloso papel como supervisora de um acordo de tráfico humano’, diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Andrés Oppenheimer, apresentador da CNN em Espanhol, publicou um duro artigo no jornal The Miami Herald, onde afirma que a decisão do presidente eleito Jair Bolsonaro de cortar o financiamento a Cuba deve receber o apoio de toda a comunidade internacional. Oppenheimer vai além e afirma que a Organização Panamericana da Saúde (Opas) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) devem ser responsabilizadas por ter apoiado o uso de trabalho escravo no programa.

sábado, 17 de novembro de 2018

Bolsonaro agradece elogio dos EUA por defender médicos cubanos da escravidão

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O presidente eleito Jair Bolsonaro agradeceu, no Twitter,  pelo elogio feito pelo Conselho de Segurança dos Estados Unidos, em relação à decisão de pagar integralmente os salários dos médicos cubanos e permitir que tragam suas famílias. O texto do Conselho de Segurança diz: “Elogiamos o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, por tomar uma posição contra o regime cubano, que viola os direitos humanos de seu povo, incluindo médicos enviados para o exterior em condições desumanas”.  Bolsonaro já tinha sido elogiado também pela secretária-adjunta de Estado para o Hemisfério Ocidental dos Estados Unidos.

Médicos cubanos no exílio apoiam Bolsonaro: 'O governo cubano é o único responsável por sair dos Mais Médicos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A associação “Não Somos Desertores”, de profissionais de saúde cubanos que estão exilados, manifestou apoio ao presidente eleito Jair Bolsonaro e afirmou que “O governo cubano, apesar de tentar redirecionar a culpa ao presidente do Brasil, é o único responsável pelo fim da colaboração cubana no Brasil no programa Mais Médicos”. 

'Mais Médicos': Marco Feliciano expôs risco de trazer médicos sem competência comprovada e fluência no idioma; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Na época do lançamento do programa Mais Médicos, o deputado Marco Feliciano expôs os riscos de se trazer para o País grupos de pessoas sem comprovação de formação e que não falavam o idioma. 

Médico cubano exilado no Brasil confirmou abusos, autoritarismo e escravidão do 'Mais Médicos' em 2014; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O médico cubano Raul Ernesto Pol, que foi enviado à Venezuela como médico "internacionalista" e fugiu para o Brasil, relatou abusos, autoritarismo e escravidão do 'Mais Médicos' em 2014. 

Ana Amélia apontou lucros bilionários para ditadura cubana por meio do 'Mais Médicos' em 2013; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A senadora Ana Amélia Lemos, já no início do programa Mais Médicos, mostrou a série de irregularidades presentes no programa e a precarização dos serviços, com exploração abusiva da mão-de-obra dos profissionais. 

Emocionante: Veja quando médica cubana foi perseguida por se levantar contra escravidão do 'Mais Médicos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A médica Ramona Rodriguez veio ao Brasil como uma das "internacionalistas" do programa Mais Médicos e pediu asilo ao saber que havia sido enganada pela ditadura cubana. A médica foi perseguida pelos governos cubano e brasileiro, e sua história foi relatada na Câmara. 

Médica cubana expôs abusos do 'Mais Médicos' após fugir da escravidão do programa e pedir asilo; relembre

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A Ordem dos Médicos do Brasil entrevistou a cubana Ramona Rodríguez, que deixou o programa Mais Médicos e pediu asilo no Brasil. Na entrevista, ela diz que está em busca de liberdade e que se sentiu enganada. Também falou sobre a precariedade da infraestrutura da saúde brasileira.

Células da Cuba comunista em mais de 100 cidades do Brasil: veja quando Bolsonaro denunciou o 'Mais Médicos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Durante uma reunião da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, em 2013, o deputado Jair Bolsonaro, agora eleito presidente, denunciou a presença de agentes da ditadura cubana entre os profissionais de saúde que vieram ao Brasil pelo programa Mais Médicos: "vão impor uma ditadura em nosso País". 

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Cortaram bilhões da Saúde, enviaram para ditadores e inventaram Mais Médicos como cortina de fumaça: veja quando Onyx Lorenzoni denunciou estratagema do PT

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro Onyx Lorenzoni, quando era deputado, denunciou os estratagemas envolvidos na criação do programa Mais Médicos. Lorenzoni lembrou que o governo Dilma não mostrava preocupação em investir na Saúde: "tira dinheiro da saúde e entrega para os banqueiros. E aí precisa fazer essa cortina de fumaça com o Mais Médicos". 

Médicos escravos precisavam de autorização do governo cubano até para namorar, relata desertora

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A médica Ramona Matos Rodríguez foi uma das primeiras cubanas a desertar o programa Mais Médicos, ainda em seu início. Ao ir a Brasília, a médica se refugiou na Câmara dos Deputados e pediu asilo político. Em um depoimento ao Ministério Público do Trabalho, em fevereiro de 2014, Ramona relatou as condições de trabalho a que estava submetida. Além de receber apenas uma fração do salário pago pelo governo brasileiro, os médicos não podiam trazer seus familiares. A médica contou também que os profissionais eram constantemente vigiados. A região onde ela trabalhava tinha 6 profissionais cubanos, que precisavam informar todos os seus passos a uma responsável, que repassava as informações a um coordenador superior. Ramona relatou que, para sair da cidade, precisava da autorização desse superior, mesmo que para um simples passeio. Além disso, os cubanos tinham que manter completo sigilo sobre seus contratos. Até mesmo para namorar ou casar com “não-cubanos”, precisavam pedir a autorização prévia de representantes do governo de Cuba. 

Agente cubana era mantida como 'capataz' de 'escravos' do Mais Médicos no Brasil, denunciou Onyx Lorenzoni em 2014

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro Onyx Lorenzoni, enquanto era deputado, denunciou, em 2014, que uma agente cubana era mantida como uma espécie de "capataz" dos escravos do programa Mais Médicos no Brasil.

Dono da Havan, Luciano Hang convoca médico para explicar a 'fraude' do 'Mais Médicos' e defender Bolsonaro; veja vídeo

Imagem: Reprodução / Youtube
O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, convidou um médico para explicar o funcionamento do programa Mais Médicos, que enviou bilhões à ditadura de Cuba. 

Seleção para preencher vagas de médicos cubanos ocorre ainda este mês

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O Ministério da Saúde informou hoje (16) que fará ainda este mês a seleção para contratar profissionais brasileiros em substituição aos cubanos que fazem parte do Programa Mais Médicos. A pasta finaliza nesta sexta-feira a proposta de edital para preencher 8.332 vagas deixadas pelos cubanos. O governo cubano abandonou o programa após o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmar que pagaria os salários integralmente aos profissionais de saúde, e não continuaria a enviar três quartos do pagamento à ditadura cubana. 

AO VIVO: DONO DA HAVAN, LUCIANO HANG DESMASCARA O PROGRAMA 'MAIS MÉDICOS'; VEJA VÍDEO

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, discute o programa Mais Médicos e a utilização de mão-de-obra escrava para financiar a ditadura cubana. 

Procurador humilha Zanin, advogado de Lula, e o coloca em seu devido lugar durante depoimento a Gabriela Hardt: 'Não venha ensinar padre a rezar missa!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Durante o depoimento no processo sobre o sítio de Atibaia, o ex-presidente Lula insistiu em afirmar que não sabia do que estava sendo acusado, com o apoio de seus advogados. Em um momento em que seu advogado Cristiano Zanin tentava tumultuar a audiência, o procurador esclareceu a Lula que, se os seus advogados não conseguiam explicar o processo, ele poderia utilizar a Defensoria Pública para defendê-lo. Após mais uma provocação de Zanin, o procurador colocou o advogado em seu lugar: "Não venha ensinar padre a rezar missa!". 

Lula diz que todas as suas contas e pagamentos eram controlados pela Dona Marisa e se esquiva de responder à juíza Gabriela Hardt; assista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em depoimento à juíza Gabriela Hardt, no processo que trata do sítio de Atibaia, o ex-presidente Lula justificou as obras milionárias realizadas no local afirmando que não sabia o que ocorria, porque todas as suas contas e pagamentos eram controlados pela falecida Marisa Letícia. 

Médicos cubanos são escravos utilizados como força de ocupação, explica cientista político boliviano

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O cientista político Carlos Sanchez Berzaín, diretor do Instituto Interamericano para a Democracia, denuncia há anos a condição de escravos dos médicos cubanos no programa Mais Médicos. Para além da violação dos direitos humanos dos profissionais cubanos, Berzoín denuncia seu uso como forças de ocupação do regime ditatorial cubano. Em um artigo publicado no jornal Diário das Américas em janeiro deste ano, Berzaín explica como funcionam as forças de ocupação. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...