terça-feira, 31 de julho de 2018

Hélio Bicudo combateu a ditadura militar e a do PT, diz Reale Jr.

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O advogado Hélio Bicudo, que morreu nesta terça-feira (31), aos 96 anos, será lembrado pelo colega de profissão Miguel Reale Jr. como símbolo de ética, coragem cívica e espírito público.

Bem alimentado, Lula terceirizou greve de fome, diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Josias de Souza ironiza a 'greve de fome terceirizada' do ex-presidente condenado Lula. A partir de hoje, seis seguidores do ex-presidente devem iniciar uma greve de fome para tentar obrigar a presidente do Supremo Tribunal Federal a levar novamente a votação a prisão em segunda instância. Josias de Souza lembra que, em 1980, Lula foi pego com balas na única vez em que afirmou estar fazendo uma greve de fome. 

segunda-feira, 30 de julho de 2018

'Aceitar que candidatos ficha suja concorram no próximo pleito é desprezar a lei e a democracia', diz senadora

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A senadora Ana Amélia Lemos elogiou as recomendações da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, que orientou os procuradores eleitorais para pedirem impugnação de todas as candidaturas de "fichas-sujas": "Corretíssima a decisão da procuradora Raquel Dodge em pedir a impugnação contra todos os políticos cujas candidaturas estejam vetadas pela Lei da Ficha Limpa. Aceitar que candidatos ficha suja concorram no próximo pleito é desprezar a lei e a democracia. É coerente a iniciativa da PGR ao exigir devolução do recurso público utilizado na campanha de políticos que tiverem a candidatura impugnada pela justiça. Ninguém está acima da lei!". 

sábado, 28 de julho de 2018

Realização de 'showmício' para Lula mostra que Justiça Eleitoral não está fiscalizando, diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jornalista Vera Magalhães, na coluna BR18 do jornal O Estado de S. Paulo, denuncia a complacência da Justiça Eleitoral com a campanha petista, que inclui um showmício chamado de 'festival Lula Livre', vetado pela lei eleitoral. 

Após notícia sobre 'mesada' de R$ 100 mil, abaixo-assinado contra Toffoli se aproxima de 300 mil assinaturas

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Um abaixo-assinado que pede que o ministro Dias Toffoli seja impedido de assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal se aproxima da marca de 300 mil apoios. O ministro é alvo de uma campanha para que não se torne presidente do Supremo Tribunal Federal, capitaneada pelo jurista Modesto Carvalhosa. O abaixo-assinado pode ser consultado neste link

quinta-feira, 26 de julho de 2018

'Estão buscando métodos de purificação da raça e escolha de seres perfeitos, e acusam os conservadores de serem nazi-fascistas', diz promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos, relata o aumento dos pedidos de aborto, por diversas justificativas. Para o promotor, os defensores do aborto indiscriminado "estão buscando métodos de purificação da raça e o nascimento somente de seres perfeitos. E depois os conservadores é que são taxados de nazi-fascistas".

quarta-feira, 25 de julho de 2018

'Chega de indicações políticas para os tribunais de contas!', clama procurador Júlio Marcelo de Oliveira

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após a notícia de que o líder do governador de Minas Gerais na Assembleia foi aprovado, em plenário, pelos colegas deputados estaduais para o cargo vitalício de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, o procurador de contas Júlio Marcelo de Oliveira apontou a necessidade de acabar com as indicações políticas para os tribunais de contas: "Sempre mais do mesmo. O Velho modelo de indicações políticas que compromete o pleno funcionamento de uma instituição tão essencial para a sociedade. Chega de indicações políticas para os tribunais de contas!". 

Pesquisador que invadiu urnas eletrônicas critica 'agência de checagem': 'conseguiu publicar uma matéria quase tão inacurada quanto alega ser a original'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O pesquisador Diego Aranha, que coordenou um dos grupos que participaram de testes da urna eletrônica no TSE e conseguiu invadir, ou "hackear", as urnas, respondeu a uma "checagem" realizada por uma das agências responsáveis por decidir o que é verdadeiro ou falso no Facebook. A agência tinha publicado uma "checagem" que afirmava que as "urnas não foram hackeadas". O professor apontou que a "checagem" resultou em "uma matéria quase tão inacurada quanto alega ser a original", e questionou a falta de checagem das alegações do Tribunal Superior Eleitoral, que são tomadas como verdadeiras sem verificação. 

terça-feira, 24 de julho de 2018

'O Brasil tomando outro 7x1', diz procurador sobre cotas para criminosos

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Aílton Benedito foi veemente em sua crítica às recém-criadas cotas para criminosos na administração pública: "O Brasil tomando outro 7x1. Governo estabelece cotas para criminosos em contratos públicos. Condição para os criminosos garantirem o seu novo privilégio: cometer crimes".

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Proposta de Marun visa 'desviar a atenção do que eles realmente querem: anistia pelos crimes de que são investigados ou acusados', diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Hélio Telho dissecou a proposta do ministro Carlos Marun, que propôs uma lista de sugestões para o candidato de seu partido, que incluía a criação de mais um tribunal, acima do Supremo Tribunal Federal, para julgar as decisões do Supremo e sua adequação à Constituição. Para Telho, "Essa proposta de criar tribunal acima do STF é o bode na sala. Tática diversionista, para desviar a atenção do que eles realmente querem: anistia pelos crimes de que são investigados ou acusados: corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa". 

Ao aceitar defender recriação do imposto sindical, Alckmin escolhe seu próprio caminho para a desmoralização, diz colunista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O colunista Josias de Souza criticou o presidenciável Geraldo Alckmin por se comprometer a encontrar uma "alternativa" para o imposto sindical em troca do apoio do "blocão". Para Josias de Souza, "chantageado, Alckmin abaixou o bico". O jornalista aponta que as consequências são imediatas: "Alckmin talvez não tenha se dado conta, mas coerência política é como virgindade. Perdeu, perdida está. Não tem segundo turno".

sábado, 21 de julho de 2018

Janaína Paschoal ataca 'safadeza institucionalizada' dos partidos: 'um sistema político partidário que aniquila a liberdade individual não tem como dar certo'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal, que pode ser candidata a vice-presidente na chapa de Bolsonaro, fez duras críticas aos partidos e ao sistema partidário, utilizando como exemplo o fato de o General Augusto Heleno ter sido proibido por seu partido de disputar a eleição. Janaína apontou: "não se pode descartar a hipótese de um Partido convidar alguém para se filiar (às vezes a mando de outro maior) já com o fim de neutralizar o bom quadro. Para quebrar a safadeza institucionalizada, temos que autorizar candidaturas avulsas". 

sexta-feira, 20 de julho de 2018

'Bot' que monitora postagens políticas na internet falha e não mostra movimento de páginas de direita

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O grupo Monitor do Debate Político, coordenado pelo professor Pablo Ortellado, criou uma ferramenta de utilidade pública para acompanhar seu monitoramento de redes sociais. Um perfil do Twitter divulga, duas vezes por dia, a lista das cinco postagens mais compartilhadas nas seis horas precedentes, em três categorias: "esquerda", "direita" e "imprensa". 

quinta-feira, 19 de julho de 2018

HISTÓRICO: Vídeo cortado pela Globo mostra momento em que escritor 'esfrega' notícias falsas do Grupo Globo no rosto de 'repórter'; assista

Imagem: Reprodução / Youtube
O escritor Carlos Augusto de Moraes Afonso,  que utiliza o pseudônimo de Luciano Ayan, concedeu uma entrevista ao programa Profissão Repórter, da rede Globo. O programa o apresentou como um produtor e divulgador de notícias falsas. Luciano Ayan disponibilizou o vídeo que gravou da entrevista, onde ele explica ao repórter o que são notícias falsas, utilizando exemplos de notícias já veiculadas pelo Grupo Globo. Esta parte da entrevista não foi veiculada na reportagem sobre "fake news". 

'Nos EUA, a grande imprensa já desistiu de usar a tática de tachar qualquer coisa que ela não produza de fake news, porque o público percebeu que a maior parte das notícias falsas vem da própria imprensa'

Imagem: Reprodução / Youtube
O investidor Leandro Ruschel explicitou as motivações por trás da "cruzada" da imprensa contra os sites independentes: "Existem dois motivos por trás da guerra contra a produção independente de conteúdo jornalístico. O primeiro é a defesa do mercado da grande imprensa. O segundo é a manutenção do seu poder. A desculpa do momento é a luta contra as fake news". Ruschel ironizou: "O Brasil sempre está atrasado. Nos EUA, a grande imprensa já desistiu de usar a tática de tachar qualquer coisa que ela não produza de fake news, porque o público percebeu que a maior parte das notícias falsas vem da própria imprensa. No Brasil, a grande imprensa repete o erro".

quarta-feira, 18 de julho de 2018

O presidenciável quer instaurar uma 'democracia venezuelana' no Brasil, alerta promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A atitude do pré-candidato à presidência Ciro Gomes, que ofendeu e ameaçou uma promotora por ter iniciado uma investigação contra ele, configura crime, afirma o promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos. Para o promotor, o presidenciável quer instaurar uma "democracia venezuelana no Brasil": "ao que parece, querem acabar com as poucas reservas morais do estado brasileiro, dentre elas o Ministério Público. Lamentável!".  

'Já perguntou a seu candidato quem ele nomeará ao STF se eleito?', questiona juiz

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O juiz Rafael José de Menezes, de Pernambuco, criticou os ataques de candidatos e partidos a juízes e e ao Ministério Público, como o que ocorreu com Ciro Gomes, que ameaçou um promotor. O juiz lembrou que os eleitores devem se questionar seus candidatos sobre seu posicionamento em relação do Judiciário: "Vários presidenciáveis têm intimidado juízes e promotores; pelo combate à corrupção, político não gosta de juiz independente. Já perguntou a seu candidato quem ele nomeará ao STF se eleito? 2 vagas pela frente!". 

'A imprensa toda sabia', diz Emilio Odebrecht sobre corrupção sistemática; relembre

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em 2017, o patriarca da Odebrecht, Emilio Odebrecht, chamou a atenção para o silêncio da imprensa sobre a corrupção que reinava no país. Emilio Odebrecht diz que havia omissão dos "mais velhos", inclusive procuradores, e especialmente da imprensa: "Essa imprensa sabia disso tudo!". E pergunta: "Por que não fizeram isso há 10, 15 anos atrás?".

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Juiz nega pedido de justiça gratuita de José Dirceu após ele declarar mais de R$ 2 milhões em patrimônio

Imagem: Paulo Lisboa / Brazil Photo Press
O ex-ministro José Dirceu moveu um processo para despejar o locatário de um de seus imóveis. No pedido, requereu a concessão de justiça gratuita, alegando que "no momento não possui condições para suportar as custas deste processo sem privar-se do próprio sustento e de seus familiares" e juntando uma declaração de hipossuficiência. 

Petição para que Toffoli não seja presidente do STF passa a marca de 200 mil apoios na primeira semana

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Um abaixo-assinado para que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo Tribunal Federal recebeu 200 mil assinaturas antes de completar uma semana. A petição foi divulgada pelo jurista Modesto Carvalhosa, que lançou uma campanha nacional nesse sentido. Na mesma data, um novo pedido de impeachment do ministro foi protocolado no Senado. A petição pode ser acessada neste link.

domingo, 15 de julho de 2018

'A justiça do “Lula Livre” é a justiça da Venezuela ─ acaba-se com tudo e monta-se no lugar um Supremo com 11 Favretos', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista J.R. Guzzo, da revista Veja, analisa a tentativa de soltar Lula com um habeas corpus ilegal e afirma: "foi uma lição perfeita de como seria, na prática, a Justiça brasileira num governo de Lula, seu partido e os demais agrupamentos que se apresentam como de esquerda neste país". E explica: "No seu entendimento, o sistema de Justiça deve ser uma repartição pública cuja única função é declarar como “legal” tudo o que o governo manda fazer; seus juízes, procuradores e demais funcionários devem ser gente “do partido”, com a obrigação permanente de receber e obedecer ordens. A lei não é o que está escrito. Não é hoje a mesma que foi ontem ou será amanhã. Não é igual para todos. A lei, por esta visão do mundo, é apenas o que Lula, o PT e os seus sócios querem que ela seja".

'O desembargador oportunista do TRF4 não apenas submeteu o Judiciário a mais uma vergonha. Ele praticou crime', diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador de contas Diogo Ringenberg reforçou a necessidade de punição ao desembargador Rogério Favreto, que concedeu um habeas corpus ilegal para tentar libertar o ex-presidente Lula durante seu plantão. Comentando uma matéria que explicava que o "CNJ já afastou juízes por favorecimento ilegal em plantões", o procurador afirmou: "Eis então nova oportunidade de fazê-lo. O desembargador oportunista do TRF4 não apenas submeteu o Judiciário a mais uma vergonha. Ele praticou crime. Merece a aposentadoria compulsória seguida de ação para cassação da mesma".

sábado, 14 de julho de 2018

Elite política podre impõe censura mascarada como combate a 'fake news' e 'discurso de ódio', diz investidor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política

O investidor Leandro Ruschel explica por que o alegado combate às notícias falsas tem tanto apoio de grandes grupos de comunicação e de políticos: trata-se da "resposta da atual elite política podre ao uso das redes sociais para desmascarar a imprensa mentirosa e instrumentalizada".

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Jornalista ataca 'cruzada' da imprensa contra as redes sociais: 'é um debate idiota, porque existe muita qualidade na internet e existe muita qualidade em alguns setores da imprensa'

Imagem: Reprodução / Jovem Pan
O jornalista Felipe Moura Brasil, em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, criticou a "cruzada" de setores da imprensa contra a internet e as redes sociais: "muitas vezes é um debate idiota, porque existe muita qualidade na internet e existe muita qualidade em alguns setores da imprensa. Esse debate é originalmente uma reação da imprensa à força das redes sociais". 

Abaixo-assinado para que Toffoli não seja presidente do Supremo chega a 50 mil assinaturas no segundo dia

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Um abaixo-assinado para que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo Tribunal Federal chegou à marca de 50 mil assinaturas no dia seguinte ao seu lançamento. A petição foi divulgada pelo jurista Modesto Carvalhosa, que lançou uma campanha nacional nesse sentido. Na mesma data, um novo pedido de impeachment do ministro foi protocolado no Senado.  A petição pode ser acessada neste link

quarta-feira, 11 de julho de 2018

'CNJ investigando os juízes que defenderam a lei e a Constituição é piada de mau gosto', diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador de contas Diogo Ringenberg criticou a inclusão do juiz Sérgio Moro e do desembargador João Pedro Gebran Neto na investigação do Conselho Nacional de Justiça sobre o  habeas corpus ilegal concedido pelo desembargador Rogério Favreto ao ex-presidente condenado Lula: "CNJ investigando os juízes que defenderam a lei e a Constituição é piada de mau gosto. O caso não permite dúvidas razoáveis sobre a correção da conduta de Moro e Gebran. Se essa instituição serve a esse tipo de propósito perdeu o da sua existência".

'A nação não quer Toffoli na presidência do STF; a sociedade civil tem que impedir', diz Modesto Carvalhosa; assista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa lançou uma campanha para que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo Tribunal Federal. Carvalhosa lembrou que Toffoli assumirá a presidência da Corte em setembro devido ao critério de antiguidade. Segundo o jurista, "essa regra quase foi quebrada no tempo de Joaquim Barbosa, os ministros na época não queriam; agora é a nação que não quer". 

Procurador retruca desembargador que ordenou soltura de Lula: 'Lula é o único pré-candidato que tem contra si condenação em 2ª instância'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Hélio Telho ridicularizou o argumento utilizado pelo desembargador Rogério Favreto para tentar soltar Lula: "O desembargador Favreto invocou isonomia com os demais pré-candidatos a presidente para mandar soltar Lula. Porém, não há que se falar em isonomia no caso. Lula é o único pré-candidato que tem contra si condenação em 2ª instância. Nenhum dos demais pré-candidatos foi condenado".

'Por mais que eu me esforce, não consigo compreender por qual motivo o CNJ investigará os magistrados Moro e Gebran', critica Janaína Paschoal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após o habeas corpus ilegal concedido pelo desembargador Rogério Favreto ao ex-presidente condenado Lula, oito pedidos de providências foram encaminhados ao Conselho Nacional de Justiça para investigar a conduta do magistrado. Participantes da manobra também apelaram ao CNJ pedindo a punição do juiz Sérgio Moro. O Conselho, então, decidiu abrir um procedimento para investigar a todos: Moro, Favreto e Gebran (o relator do caso de Lula no TRF-4). A jurista Janaína Paschoal manifestou sua perplexidade com a inclusão de Moro e Gebran na investigação: "Por mais que eu me esforce, não consigo compreender por qual motivo o CNJ investigará os magistrados Moro e Gebran. Segundo o próprio STJ, teratológica foi a decisão de conceder a liberdade ao ex-presidente". Janaína acrescentou: "Hoje, muita gente se beneficia com a diminuição da Lava Jato".

terça-feira, 10 de julho de 2018

'Se não existissem as redes sociais da internet, se não houvesse liberdade de pensamento, informação e opinião, qual teria sido o resultado da “Operação Tabajara 2” para libertar o presidiário condenado Lula no intervalo da Copa?', questiona procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Aílton Benedito enfatizou o papel da liberdade de expressão, informação e opinião na denúncia de desmandos e ações ilegais como a tentativa do desembargador Rogério Favreto de soltar o ex-presidente Lula, desobedecendo ao próprio Tribunal, às Cortes Superiores e ao CNJ: "Se não existissem as redes sociais da internet, se não houvesse liberdade de pensamento, informação e opinião, qual teria sido o resultado da 'Operação Tabajara 2' para libertar o presidiário condenado Lula no intervalo da Copa? Que divulgariam as Fake News da grande mídia hoje?".

'Não dá para arguir a suspeição de Favreto sem arguir igualmente a suspeição do ministro Dias Toffoli', diz jornalista

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O jornalista Ricardo Noblat lembrou que o desembargador Rogério Favreto, que desrespeitou decisões de tribunais superiores para tentar livrar Lula, não é o único que não deveria julgar casos relacionados ao ex-presidente e ao PT: "Não dá para arguir a suspeição do desembargador Rogério Favreto para julgar o que possa afetar os interesses de Lula e do PT sem arguir igualmente a suspeição do ministro Dias Toffoli, que em setembro assumirá a presidência do Supremo Tribunal Federal".

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Petição pelo impeachment de Gilmar Mendes fica a menos de 10 mil assinaturas da marca de 2 milhões

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A petição que pede o impeachment do ministro Gilmar Mendes segue se aproximando da marca de 2 milhões de apoios. Até a conclusão deste artigo, o número de apoios era 1.990.406. Para consultar o abaixo-assinado, clique neste link.

Toffoli na presidência do STF abriria 'uma nova janela de oportunidade para a defesa de Lula', diz jurista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Joaquim Falcão, em artigo publicado no jornal O Globo, aponta que "a instabilidade decisória do Judiciário é a nova forma de poder". Analisando o episódio em que o desembargador Rogério Favreto, de plantão, concedeu um habeas corpus a Lula, contrariando decisões de seu próprio tribunal e de tribunais superiores e ainda uma Resolução do CNJ, Falcão aponta que a chance de sucesso do plano petista era baixa. Lembrando que haverá uma nova janela de oportunidade para truques do mesmo calibre caso o ministro Dias Toffoli assuma a presidência do Supremo em julho, o jurista não faz apostas: "o fato é que a instabilidade decisória do Judiciário é a nova forma de poder. Poder fugaz".

'Soltar um sentenciado para fazer campanha eleitoral só pode ser uma piada, ainda mais alegando que isso é um fato novo', diz promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor de Justiça Rodrigo Merli Antunes questionou o argumento alegado pelo desembargador Rogério Favreto, que considerou que o fato de Lula ser pré-candidato era um "fato novo" que justificaria sua soltura: "Soltar um sentenciado para fazer campanha eleitoral só pode ser uma piada, ainda mais alegando que isso é um fato novo. Primeiro, não há  campanha eleitoral propriamente dita, visto que, legalmente, ela ainda nem começou. Ademais, é certo que fato novo também não existe, uma vez que, há meses, já sustentam essa tal candidatura. Por fim, ainda que isso tudo fosse superado, o pedido de liberdade deveria ter sido elaborado na primeira instância, e não na segunda, suprimindo-se um grau de jurisdição. Daqui a pouco Fernandinho beira-mar vai se lançar pré candidato a presidente e vão ter que soltá-lo pelo mesmo argumento. Pode isso, Arnaldo? Claro que não!"

domingo, 8 de julho de 2018

'Juiz nomeado por políticos, mancomunado com réu em dia e hora certos para barbarizar na surdina, ganhar no berro, "passando a perna" no seu Tribunal', critica procurador ao avaliar decisão de desembargador que soltou Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador de contas Diogo Ringenberg mostrou como a decisão absurda do desembargador plantonista, libertando Lula, revela os problemas do Judiciário como um todo: "Juiz nomeado por políticos, mancomunado c/réu em dia e hora certos para barbarizar na surdina, ganhar no berro, 'passando a perna' no seu Tribunal e nos colegas. Padrões de conduta espelhados na banda podre do STF e que emporcalham a toga evidenciando um judiciário inviabilizado".

Procurador diz que Cármen Lúcia pode agir imediatamente em relação ao desembargador que mandou soltar Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A procuradora aposentada Beatriz Kicis protocolou um pedido de providências no Conselho Nacional de Justiça para apuração de uma possível infração disciplinar pelas decisões em que o desembargador Rogério Favreto determinou a soltura de Lula. O processo recebeu o número 0004950-52.2018.2.00.0000. Ao saber que o processo já tinha sido recebido no CNJ, o procurador Aílton Benedito explicou: "Neste caso, sua Excelência Ministra Cármen Lúcia, Presidente do STF e do CNJ, pode agir imediatamente em face do plantonista do TRF4".

'Favreto é um petista padrão, do tipo que quer que o mundo todo se dane, desde que Lula, a entidade espiritual máxima da religião petralha, esteja livre para encantar a fauna dos esgotos bolivarianos', diz general

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas levantou a hipótese de o desembargador Rogério Favreto ser uma vítima dos "companheiros". Para o General, "o Desembargador Rogério Favreto é um petista padrão, do tipo que quer que o mundo todo se dane, desde que Luiz Inácio Lula da Silva, a entidade espiritual máxima da religião petralha, esteja livre para encantar a fauna dos esgotos bolivarianos".

Selfie do desembargador que mandou soltar Lula com o ex-presidente viraliza na web

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Pouco depois do desembargador Rogério Favreto emitir uma estranha ordem de soltura para Lula, começou a circular nas redes sociais uma fotografia, com aparência de "selfie", de um sorridente Favreto ao lado do ex-presidente condenado. Favreto foi filiado ao PT por cerca de 20 anos e se desfiliou para assumir o cargo.  A decisão do desembargador já foi revertida. 

'Pior que a corrupção no Brasil é a questão ideológica. Quase todas as instituições estão aparelhadas', diz Bolsonaro sobre HC dado por desembargador petista a Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência, comentou a decisão do desembargador Rogério Favreto de mandar soltar Lula em desacato a decisões superiores: "Pior que a corrupção no Brasil é a questão ideológica. Quase todas as instituições estão aparelhadas".  Bolsonaro atacou o Foro de S. Paulo e disse: "Só não enxerga quem não quer. Deus salve o Brasil". 

sábado, 7 de julho de 2018

Procuração do PT para Dias Toffoli, assinada por Dirceu, viraliza na internet

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após as seguidas decisões do ministro Dias Toffoli favorecendo o ex-ministro José Dirceu, uma imagem diferente tomou conta da internet. Mesmo sem as características típicas dos memes que fazem sucesso nas redes sociais, a imagem está sendo compartilhada furiosamente. Trata-se de procuração outorgada pelo Partido dos Trabalhadores para o então advogado e atual ministro do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, outorgando-lhe poderes para agir em nome do partido. A procuração é assinada por José Dirceu, a quem Toffoli concedeu um habeas corpus de ofício. O documento é de 1999. 

Stédile, 'chefe' do MST, vira alvo de chacota ao anunciar greve de fome em apoio a Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O 'chefe' do MST, João Pedro Stédile, anunciou que onze de seus seguidores pretendem fazer uma greve de fome em apoio ao ex-presidente condenado Lula. Segundo Stédile, a greve se estenderá por tempo indeterminado, "até o STF julgar o caso de Lula". O anúncio fez sucesso nas redes sociais, mas não da forma planejada: as mensagens dos internautas alternam o "apoio" irônico, incentivando uma prolongada greve de fome, com críticas e cobranças para que as lideranças petistas e os próprios Lula e Stédile se unam à greve, ao invés de "terceirizar" o ato para militantes. Um dos comentários mais populares dizia "o Lula usa laranjas até para fazer greve de fome". 

'Divorciada da própria história, a esquerda abre mão de dialogar com o conjunto da sociedade', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jornalista Vera Magalhães, em coluna publicada no jornal O Estado de S. Paulo, apontou que o abandono da bandeira da ética pelo PT leva o partido a perder o diálogo com  o conjunto da sociedade: "Divorciada da própria história, a esquerda abre mão de dialogar com o conjunto da sociedade, que elegeu a corrupção como assunto central em 2018. Trata-se de uma decisão que cobrará um preço maior que a pena deste ou daquele companheiro".

Janaína Paschoal faz alerta sobre censura: 'A liberdade de expressão, no Brasil, já não contempla a crítica'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal alertou sobre a escalada vertiginosa da censura. Ironizando  a quantidade de inquéritos que vem sendo instaurados contra procuradores e ativistas por manifestação de opiniões, ela sugeriu que as redes sociais sejam utilizadas apenas para elogios, e ainda assim com cautela. E resumiu: "A liberdade de expressão, no Brasil, já não contempla a crítica".

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Modesto Carvalhosa divulga petição pelo impeachment de Gilmar Mendes, Toffoli e Lewandowski

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O jurista Modesto Carvalhosa, que assina um pedido de impeachment do ministro Gilmar Mendes - que aguarda apreciação do presidente do Senado, Eunício Oliveira - divulgou uma petição que pede o impeachment de três ministros do Supremo Tribunal Federal: Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. A petição saltou de 20 mil assinaturas para mais de 80 mil em apenas dois dias. A petição pode ser consultada neste link. Um abaixo-assinado anterior, que pede o impeachment do ministro Gilmar Mendes, aproxima-se de dois milhões de assinaturasPara consultar este abaixo-assinado, clique neste link.

'Toffoli chegou ao Supremo pela rota das catacumbas. Subiu na vida graças ao padrinho José Dirceu', afirma Augusto Nunes

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Augusto Nunes, em coluna na revista Veja, alertou para o fato de que o ministro Dias Toffoli assumirá a presidência do Supremo Tribunal Federal em breve. Nunes lembra que a carreira do ministro é marcada por sua participação no PT e no governo de Lula, que o nomeou. 

Presidenciáveis têm que dizer quem pretendem nomear para o STF, defende promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos, nota que os pré-candidatos à Presidência não deram indicações de quem pretendem nomear para o Supremo Tribunal Federal durante o próximo mandato. Lembrando que há três possíveis aposentadorias de ministros, o promotor apontou: "para minha surpresa, não tenho visto a maioria dos pré candidatos ao pleito de 2018 abordarem esse tema e, muito menos, dizerem expressamente quem pretendem nomear para as respectivas vagas. Ressalto que esta questão foi crucial no último pleito dos EUA, tendo Donald Trump angariado votos decisivos para si ao antecipar o nome do juiz conservador que pretendia indicar para a suprema corte norte americana".

quinta-feira, 5 de julho de 2018

'Moro deveria estar no lugar de Toffoli, e Toffoli deveria estar na cadeia', afirma investidor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O consultor de investimentos Leandro Ruschel não poupou críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, por suas decisões envolvendo ex-patrões: "O advogado do PT, o inepto ao cargo de juiz federal, já que reprovou por duas vezes concurso para o cargo, o antigo subordinado de Dirceu, cassou a decisão de Moro de colocar tornozeleira no vagabundo. Moro deveria estar no lugar de Toffoli, e Toffoli deveria estar na cadeia".

URGENTE: 'O Brasil vive sob o império da ditadura do STF', diz Senador Magno Malta

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O senador Magno Malta denunciou, da tribuna do Senado, o papel ditatorial que vem sendo assumido por ministros do Supremo Tribunal Federal: "Nós vamos ficar convivendo com isso até quando? A sociedade brasileira não suporta mais esse contorcionismo jurídico que o Supremo Tribunal Federal tem feito, essa lambança jurídica". O senador cobrou uma discussão do impeachment de ministros do Supremo, assim como mudanças na nomeação e no mandato dos ministros.

'Culpa do pobre que não tem ex-assistente como ministro do STF', alfineta jornalista ao expor que Toffoli negou habeas corpus a homem que roubou bermuda de R$10

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Mário Sabino, do site O Antagonista, ironizou a diferença de tratamento dada pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, a dois criminosos reincidentes: enquanto um morador de rua permaneceu preso pelo furto de uma bermuda de 10 reais, o ex-ministro José Dirceu, igualmente reincidente, recebeu um habeas corpus de ofício (sem pedido da defesa) de seu ex-subordinado. Veja o comentário de Mário Sabino: "Dias Toffoli negou habeas corpus a um sujeito que roubou uma bermuda de 10 reais (e foi recuperada). Disse que era reincidente. Culpa do pobre que não tem ex-assistente como ministro do STF".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...