sábado, 30 de junho de 2018

General Heleno expõe absurdos dos três poderes e alfineta: "esses mesmos 'democratas' fingem se surpreender quando a maioria pede 'intervenção militar'"

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Augusto Heleno criticou a maneira debochada com a qual se diz que a democracia funciona no Brasil. O general apresentou uma lista de exemplos que mostram que diversas instituições não estão contribuindo para a democracia, e ironizou: "Depois, esses mesmos 'democratas' fingem se surpreender quando a maioria pede 'intervenção militar'". 

'A prática desmente a Constituição. Aqui, há pessoas acima da lei', critica Alexandre Garcia

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Alexandre Garcia traçou um triste retrato da impunidade dos poderosos no Brasil: "Aqui, há pessoas que estão acima da maioria e, sobretudo, acima da lei". E lamentou: "A Lava Jato tenta, o juiz Sérgio Moro é reconhecido no mundo pelo esforço de limpar o Brasil da corrupção, mas como é difícil esse trabalho diante dos vícios que contaminam os três poderes, os três níveis da Federação, os eleitores e, reconheçamos, nós brasileiros".

Procurador da Lava Jato 'enquadra' Toffoli ao referenciar Miriam Leitão: 'O ex-ministro José Dirceu é reincidente específico. Já foi condenado pelo mesmo crime no Mensalão e na Lava-Jato. O que leva o Min. Dias Toffoli a soltá-lo em um habeas corpus não pedido pela defesa?'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Roberson Pozzobon, da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, alfinetou o ministro Dias Toffoli ao recomendar a leitura e citar um trecho de um artigo da colunista Miriam Leitão, publicado no jornal O Globo: "O STF ficou mais difícil de entender. Ou mais fácil. O ex-ministro José Dirceu é reincidente específico. Já foi condenado pelo mesmo crime no Mensalão e na Lava-Jato. O que leva o Min. Dias Toffoli a soltá-lo em um habeas corpus não pedido pela defesa?".

"O 'garantismo' de Gilmar Mendes e cia é o atalho para a impunidade dos corruptos poderosos", diz Rachel Sheherazade

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jornalista Rachel Sheherazade criticou os ministros do Supremo Tribunal Federal, após a soltura do ex-ministro José Dirceu: "O 'garantismo' de Gilmar Mendes e cia é o atalho para a impunidade dos corruptos poderosos". 

'As fake news estão por toda a imprensa e até na Wikipedia', argumenta Levy Fidelix

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O presidenciável Levy Fidelix apontou que a disseminação de notícias falsas sobre os candidatos vai além da imprensa e das redes sociais. 

Carvalhosa ataca advogado de Dirceu: 'não tinha conhecimento de que você havia sucedido o Dias Toffoli'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa divulgou uma troca de mensagens com o advogado de José Dirceu, Roberto Podval. Em sua resposta ao advogado, Carvalhosa alfineta: "Não tinha conhecimento de que você havia sucedido o Dias Toffoli como advogado do José Dirceu. Seu atual cliente ao ser um dos mais notórios corruptos do país, reincidente específico, traiu toda uma geração que lutou contra a ditadura militar, na qual me incluo, e que hoje se envergonha de ter sido por ele liderada".

'É hora de voltar às ruas contra este filme de terror interminável patrocinado pelo STF', conclama procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após mais uma semana em que o Supremo Tribunal Federal soltou criminosos condenados, anulou provas e arquivou inquéritos, o procurador Diogo Ringerberg conclamou a população a se manifestar: "200 milhões de brasileiros não podem aceitar servilmente que 4 ministros submetam o país ao atraso provocado pelo compadrio asqueroso com o crime organizado do colarinho branco. É hora de voltar às ruas contra este filme de terror interminável patrocinado pelo STF".

'Como não se consegue mantê-los na cadeia, seria bom voltar ao uso do sal no traseiro dos que roubam e dos que soltam', critica General

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas criticou a impunidade de criminosos e fez uma curiosa proposta: "No tempo do meu avô, o mais que havia era ladrão de galinha. Quando eram pegos no crime, levavam 'tiros de sal' na bunda. Hoje, a moda é dos ladrões do erário. Como não se consegue mantê-los na cadeia, seria bom voltar ao uso do sal no traseiro dos que roubam e dos que soltam".

'O sistema acusatório está indo para o espaço. Quem vai parar Gilmar Mendes?', questiona procurador ao apontar que ministro arquivou inquérito de Aécio mesmo sem pedido da PGR

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Fernando Rocha manifestou preocupação com o devido processo legal, após a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, de arquivar um inquérito que investigava o senador Aécio Neves, mesmo havendo um pedido do Ministério Público para enviar o caso para a primeira instância: "Gilmar arquivou inquérito de Aécio mesmo sem pedido da PGR. O sistema acusatório tá indo pro espaço. Quem vai parar Gilmar??".

Janaína Paschoal protesta após notícia de que o Brasil não imporá sanções à Venezuela: 'O Brasil, até por ter ajudado a ditadura venezuelana se fortalecer, teria o dever de agir!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após o anúncio, feito pelo chanceler Aloysio Nunes, de que o Brasil não imporá sanções à ditadura venezuelana, a jurista Janaína Paschoal lamentou: "Triste ler que o Brasil não vai impor sanções a Venezuela! O nosso país é grande e significativo o suficiente para não precisar esperar a OEA, para fazer o que é certo e devido. O Brasil, até por ter ajudado a ditadura venezuelana se fortalecer, teria o dever de agir!". 

'Ainda é muito pouco para quem trabalha grande parte do ano só para pagar tributos e sustentar a máquina corrupta que não traz retorno algum', afirma Bolsonaro sobre fim do imposto sindical

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O deputado Jair Bolsonaro comemorou o julgamento do Supremo Tribunal Federal que manteve a extinção do imposto sindical, mas considerou que ainda há muito a fazer em termos de redução de impostos: "O brasileiro respira aliviado com a decisão do STF pela não obrigatoriedade do imposto sindical? Sim, mas ainda é muito pouco para quem trabalha grande parte do ano só para pagar tributos e sustentar a máquina corrupta que não traz retorno algum para nosso país".

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Procurador da Lava-Jato Deltan Dallagnol responde à pergunta: 'A Lava Jato vai mudar o Brasil?'; assista

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, vem divulgando vídeos semanais sobre o combate à corrupção e a operação Lava Jato. Dallagnol respondeu à pergunta: "A Lava Jato vai mudar o Brasil?", e afirma: "a Lava Jato, sozinha, não vai mudar o Brasil". Para chegar à mudança, precisamos de mudanças no ambiente político e empresarial. 

General faz grave acusação contra o STF: 'Dirceu solto! É, de fato, uma quadrilha unida por laços de estranho compadrio. A lealdade para com o comparsa está acima da justiça'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas manifestou sua indignação com a soltura do ex-ministro José Dirceu pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal. O general questionou os motivos dos ministros e os acusou de serem parte da "quadrilha": "Dirceu solto! É, de fato, uma quadrilha unida por laços de estranho compadrio. A lealdade para com o comparsa está acima da justiça e da condenação a mais de 30 anos de cadeia por roubo de recursos públicos. Será apenas lealdade ou algum outro valor escondido? HIPÓCRITAS!".

Procuradora critica vitaliciedade para Ministros do STF: 'virou base para o cometimento dos maiores arbítrios, sem sombra de responsabilidade'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A procuradora Monique Cheker criticou as atitudes de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal, lembrando que eles são protegidos pela vitaliciedade do cargo: "Hoje, infelizmente, vitaliciedade para alguns Ministros do STF virou base para o cometimento dos maiores arbítrios, sem sombra de responsabilidade. Como não são eleitos, a pressão popular ou da imprensa pouco importa. E ainda têm direito a área VIP em aeroportos, bem longe do povo".

Promotor denuncia censura a juízes e ao ministério público: 'Pena que esse direito à liberdade de expressão só tenha validade para alguns'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A escalada de censura vem atingindo também juízes e membros do Ministério Público, denuncia o promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos. O promotor relata que o novo projeto de Código de Processo Penal pode proibir os promotores de contar aos jurados fatos colhidos na fase de investigação. Ao mesmo tempo, fora dos tribunais, o CNJ e do CNMP tentam impedir juízes, procuradores e promotores de expressarem opiniões políticas. Antunes questiona: "Ou a liberdade de expressão e a vedação da censura são valores rígidos, ou então nossa Constituição é perneta e caolha e só serve para alguns". 

Janaína Paschoal faz alerta: 'O mau comportamento dos Poderes constituídos faz com que a população não veja sentido em manter a Democracia. O perigo é real e a culpa não é do povo!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal apontou o risco de a ausência de representatividade dos três Poderes levar a população apoiar medidas autocráticas: "Sou uma crítica incansável de todo tipo de ditadura, mas gostaria de chamar atenção para um ponto, que parece esquecido. O mau comportamento dos Poderes constituídos faz com que a população não veja sentido em manter a Democracia.  O perigo é real e a culpa não é do povo!".

'Que país é este onde um condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro tem seu nome incluído nas pesquisas de intenção de voto?', questiona jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Ricardo Noblat questionou a estranha subserviência dos institutos de pesquisa que incluem nas pesquisas eleitorais o ex-presidente Lula, que não pode ser eleito: "Que país é este onde um condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro, impedido de se candidatar por que virou um ficha suja, tem seu nome incluído nas pesquisas de intenção de voto?". 

“Tiram o Brasil dos trilhos”, diz Dallagnol sobre decisão de Gilmar, Toffoli e Lewandowski

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, afirmou que as recentes decisões dos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, libertando presos em segunda instância, "iram o Brasil dos trilhos que poderiam conduzir ao rompimento da impunidade dos poderosos". 

quinta-feira, 28 de junho de 2018

'É um marginal, não tem mais nenhum pudor em defender corruptos', diz jurista Modesto Carvalhosa sobre Gilmar Mendes

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em um hangout com os senadores Lasier Martins e Cristovam Buarque, o jurista Modesto Carvalhosa fez duras críticas ao ministro Gilmar Mendes: "É uma pessoa absolutamente marginal que nós temos dentro no Supremo Tribunal Federal. Ele é um marginal. Nós temos esse tipo de pessoa dentro do Supremo". Carvalhosa também disse que Gilmar Mendes “não tem mais nenhum pudor em defender corruptos”, “tem julgado processos em que é suspeito” e “embolsa parte do dinheiro de doações para o IDP”.

'Se as atuais leis brasileiras transformam o direito de defesa em impunidade, então todo o sistema de justiça está em colapso', diz colunista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O colunista J. R. Guzzo, da revista Veja, alertou para os perigos de ministros do Supremo Tribunal Federal assumirem poderes irrestritos. O colunista argumenta que os ministros, indicados por políticos, têm o poder de aplicar ou não as leis e ainda de decidir quais leis são válidas: "Podem ignorar qualquer lei em vigor, recusar-se a aplicar normas legais, não aceitar decisões do Congresso e suprimir procedimentos judiciais. Dizem, é claro, que todas as suas sentenças estão de acordo com as leis — mas são eles, e só eles, que decidem o que a lei quer dizer".  E faz um alerta: "Não existe em lugar nenhum do mundo, e nunca existiu, uma democracia em que o tribunal mais alto do Poder Judiciário faz uso da lei para impedir a prestação de justiça. Se as atuais leis brasileiras, como garantem os ministros a cada vez que soltam um ladrão de dinheiro público, os obrigam a transformar o direito de defesa em impunidade, então todo o sistema de justiça está em colapso; nesse caso, o que existe é um Estado de exceção, onde as pessoas que mandam valem mais que todas as outras". 

General Paulo Chagas ataca o STF: 'Diga-me quem absolves e te direi quem és'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas reagiu à sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que libertou o ex-ministro José Dirceu e anulou uma busca e apreensão no apartamento de Gleisi Hoffmann, entre outros absurdos, com um ataque direto aos ministros: "Diga-me quem absolves e te direi quem és".

quarta-feira, 27 de junho de 2018

General Girão afirma que o Senado precisa agir contra o STF e conclama a senadora Ana Amélia

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após a sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que libertou criminosos condenados, anulou uma busca no apartamento da senadora Gleisi Hoffmann, e trancou uma ação contra um acusado de fraudes na merenda escolar, o General Elieser Girão Monteiro cobrou ação dos senadores, já que apenas o Senado pode afastar ministros do STF. Respondendo a uma fala da senadora Ana Amélia, o General instou a senadora a tomar a frente: "O Senado precisa agir! Senadora, assuma o comando".

STF inventou o foro privilegiado de imóveis e uma nova categoria de cidadãos, diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Wellington Saraiva apontou os absurdos da decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que anulou uma busca e apreensão no apartamento funcional da senadora Gleisi Hoffmann, em caso que investigava seu marido. Segundo o procurador, a Segunda Turma inventou o "foro por prerrogativa de imóvel", e "criou uma garantia sem fundamento constitucional, mais um fator de ineficiência de investigações criminais de cônjuges de autoridades, nova categoria de cidadãos".

'Ontem o STF mostrou claramente que está a serviço do esquema de corrupção que domina este País', diz Modesto Carvalhosa; assista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após a sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que libertou José Dirceu e outros presos, anulou provas contra Gleisi Hoffmann, e trancou ação penal contra Fernando Capez, o jurista Modesto Carvalhosa divulgou um vídeo em que alerta que o STF "está a serviço da reestruturação completa do esquema de domínio da cleptocracia no Brasil". Para Carvalhosa, "ontem o Supremo Tribunal Federal mostrou claramente que está a serviço do esquema de corrupção que domina este País". 

terça-feira, 26 de junho de 2018

"STF Vergonha Nacional" chega ao topo dos trending topics do Twitter

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A hashtag  #STFVergonhaNacional, em protesto às decisões tomadas pela Segunda Turma nesta terça-feira,  ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter, no Brasil e no mundo. No Brasil, o assunto ficou no topo da lista dos mais comentados, e no mundo, estava em quinto lugar até a conclusão deste artigo. 

'O STF mais uma vez cospe no Brasil', diz Magno Malta; assista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O senador Magno Malta divulgou um vídeo, com a legenda "O STF mais uma vez cospe no Brasil", em que diz que "é inaceitável a maneira debochada como o STF trata a nação". Malta cobrou os senadores para tomarem uma atitude: "senhores senadores, onde é que estão os senhores?". 

Gilmar Mendes, Toffoli e Lewandowski resolveram acabar com a Lava Jato, 'e assim será se depender só dela', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Ricardo Noblat, da revista Veja, expressou seu desânimo após a sessão extraordinária da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal: "A trinca de ministros da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal formada por Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski resolveu acabar com a Lava Jato. E assim será se depender só dela".

A grande mídia perdeu qualquer resquício de pudor ao propagar Fake News contra quem ameaça seu monopólio, diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Aílton Benedito criticou a "cruzada" da grande imprensa contra veículos alternativos que ameaçam seu monopólio: "A grande mídia perdeu qualquer resquício de pudor ao propagar Fake News contra quem, nas redes sociais da internet, divulga notícias que ameaçam monopólio da audiência midiática cativa".

'Deveria ser o dia nacional da ironia', diz Alexandre Garcia sobre dia do Respeito ao Contribuinte

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Ontem (25) foi o "Dia Nacional do Respeito ao Contribuinte". O jornalista Alexandre Garcia alfinetou: "Respeito ao contribuinte no Brasil? Deveria ser o dia nacional da ironia".

segunda-feira, 25 de junho de 2018

'O cidadão de bem está abandonado aos desígnios dos bandidos', diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, permitiu que o Judiciário no estado do Rio de Janeiro antecipe os horários de atendimento, fechando mais cedo, devido à violência. O procurador Aílton Benedito lamentou a medida e alfinetou: "Órgãos do Estado se adaptam à falta de segurança pública. Fux autoriza TJ-RJ a antecipar expediente devido a violência no estado. Mais uma evidência de que o cidadão de bem está abandonado aos desígnios dos bandidos". O procurador acrescentou: "Esta decisão é coerente com a desprezível recomendação dada por autoridades do Estado às vítimas dos bandidos: “NUNCA REAJA!”. Se roubo, estupro, assassinato etc. são inevitáveis, trate o criminoso como seu amigo, companheiro, vítima indefesa da sociedade".

sábado, 23 de junho de 2018

'O teatro vai continuar em 2018', lamenta Levy Fidelix ao falar sobre urnas eletrônicas

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O presidenciável Levy Fidelix criticou a atuação do Supremo Tribunal Federal ao proibir o voto impresso. Para Fidelix, foi "mais um exemplo lamentável da atuação da Suprema Corte".

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Magno Malta detona 'CPI da Lava Jato': 'passou de todos os limites. A sociedade precisa se levantar e repudiar isso'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política

O senador Magno Malta, em vídeo, expressou sua indignação com a proposta de criar uma CPI para acabar com a Lava Jato: "A cada 5 minutos somos obrigados a conviver com uma aberração; e estamos diante de uma. A aberração agora é a CPI da Lava Jato". O senador questionou qual seria o fato determinado a ser investigado. E questionou: "querem criminalizar quem revelou o maior de todos os crimes de corrupção para a nação?". Magno Malta pediu que a população proteste: "passou de todos os limites. A sociedade precisa se levantar e repudiar isso". 

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Procurador alfineta Gilmar Mendes por soltar mais um preso: 'Sextou!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Hélio Telho ironizou mais uma soltura de preso por parte do ministro Gilmar Mendes: "Sextou!". Há dois dias, o procurador já havia "profetizado" mais um solto na sexta-feira: "Ah, e sexta-feira está chegando. Dia de Habeas Corpus! Quem será o libertado dessa vez?".

'Vamos falar sério', alfineta Janot sobre frase de Gilmar Mendes

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ficou indignado com uma das frases de Gilmar Mendes no julgamento que proibiu as conduções coercitivas. Gilmar Mendes tinha dito: "Se validarmos aqui regras autoritárias, o que o guarda da esquina fará?". Janot atacou: "Guarda da esquina não faz condução coercitiva. Isso eh ato JUDICIAL. Vamos falar sério".

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Não faz sentido falar em 'amar o criminoso' se ele não é responsabilizado por suas condutas nem se arrepende, afirma promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos, analisa a frase comumente utilizada para pedir clemência a criminosos: "Deus odeia o crime, mas ama o criminoso". Para Antunes, a frase é mal utilizada e mal compreendida, pois "o dever de amar ao próximo não significa irresponsabilidade por suas condutas, mas sim desejo genuíno de que ele se arrependa". 

'PT, OAB e STF ferem de morte um dos instrumentos que tornaram não só a Lava-Jato possível, mas também o combate à corrupção no Brasil', alerta descendente da família imperial brasileira

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O membro da família imperial brasileira Luiz Philippe de Orleans e Bragança lamentou a decisão do Supremo Tribunal Federal que proibiu as conduções coercitivas: "Graças ao fim da condução coercitiva, a polícia não pode mais conduzir pessoas para interrogatórios de forma obrigatória. Desta forma, PT, OAB e STF ferem de morte um dos instrumentos que tornaram não só a Lava-Jato possível, mas também o combate à corrupção no Brasil".

Procurador critica decisão do STF que acabou com o voto impresso: 'Nada há de inconstitucional na lei que determina a impressão do comprovante de votação sob fiscalização do eleitor, sem contato físico, e depósito em dispositivo acoplado à urna eletrônica'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador Aílton Benedito criticou os critérios utilizados pelos ministros do Supremo Tribunal Federal para proibir o voto impresso, mostrando que o que foi julgado não foi a constitucionalidade: "Nada há de inconstitucional na lei que determina a impressão do comprovante de votação sob fiscalização do eleitor, sem contato físico, e depósito em dispositivo acoplado à urna eletrônica. O STF julgou com base em conveniência e oportunidade, que são exclusivos do Legislativo".

Marina Silva diz que 'eleição não é UFC' e leva invertida de Kyra Gracie: 'nosso esporte tem regras'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A pré-candidata Marina Silva, ao defender uma campanha eleitoral sem mentiras, comparou o processo político brasileiro ao UFC: "Eleição não é UFC. Não vou falar uma mentira do Ciro, do Alckmin ou do Bolsonaro. Eu quero ganhar ganhando!". A fala gerou uma resposta indignada por parte da lutadora e tricampeã de jiu-jitsu Kyra Gracie, que atacou: "Uma pena você ter essa visão estereotipada sobre o MMA. Nosso esporte tem regras". 

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Juninho Pernambucano pede que 'paneleiros' lutem pelo 'direito de Lula' se candidatar e acaba humilhado

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jogador Juninho Pernambucano fez um estranho "apelo" para que a população defenda o "direito" de Lula ser candidato: "Paneileros e simpatizantes q viraram manifestoches, não precisam aumentar o ódio ao Lula. Podem recuar um pouco e pedir o direito dele de ir às urnas. Deixe o ódio a imagem, voz, escolha d vida de fora. Só no voto vamos recuperar o rumo. Desfaçam o apoio ao golpe. Pelo VOTO". A fala do jogador, entretanto, não foi bem recebida pelo povo, que se manifestou contra o discurso agressivo e corrigiu o jogador, lembrando que o ex-presidente Lula não tem o direito de se candidatar. Entre as respostas, a do perfil Yasha Gallazzi, que se autodenomina "Analista de momentos estúpidos da humanidade", tornou-se especialmente popular: "Juninho, urna não é tribunal pra inocentar bandido condenado. E outra: vai pedir o 'direito de ir às urnas' pro Cunha, pro Sérgio Cabral e pro Azeredo também? Ou só te interessa quando o bandido é de sua estimação?".

'A quem interessa uma eleição obscura, impossível de ser auditada?', questiona Eduardo Bolsonaro ao acusar o STF de ser uma instituição política e não jurídica

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O deputado Eduardo Bolsonaro manifestou sua decepção com a decisão do Supremo Tribunal Federal de impedir o voto impresso, e questionou as motivações do Tribunal: "O voto impresso traz problema para quem? A quem interessa uma eleição obscura, impossível de ser auditada? Dizer que uma LEI que traz o voto impresso é inconstitucional faz da PGR e STF instituições políticas e não jurídicas".

General Paulo Chagas envia mensagem ao povo brasileiro: 'A prática do poder visando à prática sistemática de crimes ultrapassou qualquer razoabilidade'; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas, em vídeo, apela à população para que faça sua parte para trocar a classe política em 2018. O general lembra que "a prática do poder visando à prática sistemática de crimes ultrapassou qualquer razoabilidade", e que é necessário agir com urgência. 

quinta-feira, 7 de junho de 2018

No Faustão, Miguel Falabella detona políticos: 'Vocês não têm vergonha? Vocês botam a cabeça no travesseiro e dormem?'; assista

Imagem: Reprodução / TV Globo
O ator Miguel Falabella aproveitou sua participação no Faustão neste domingo para falar de política. Ele detonou os corruptos e criticou os eleitores com a falta de responsabilidade na hora do voto. A declaração foi dada durante o “Show dos Famosos”, quando o apresentador quis saber sobre o brasileiro não estar em clima de Copa do Mundo como em anos anteriores.

'Para quem achava que não perderíamos mais de 7x1, ontem o Brasil perdeu de 8x2', diz Carvalhosa sobre o STF

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O jurista Modesto Carvalhosa lamentou a decisão do Supremo Tribunal Federal que, por 8 votos a 2, suspendeu a implementação do voto impresso. "Para quem achava que não perderíamos mais de 7x1, ontem o Brasil perdeu de 8x2", disse Carvalhosa. 

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Juiz Marcelo Bretas homenageia Barroso após o ministro criticar soltura de corruptos 'a granel'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro, homenageou o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, por seu discurso em Alagoas, em que prestigiou os juízes de primeira instância dizendo que "pessoas que ousam corajosamente romper com esse círculo vicioso da história brasileira são frequentemente desautorizadas, quando não humilhadas, por decisões judiciais de tribunais mais elevados". O juiz Marcelo Bretas afirmou: "Ministro Luis Roberto Barroso, permita-me dizer que é para mim uma honra tê-lo como Membro do nosso STF e, como juiz, estar sujeito à autoridade de Vossa Excelência. Humildemente, eu o Parabenizo". 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...