segunda-feira, 30 de abril de 2018

'Sem a transmissão dos julgamentos pela TV Justiça, acreditaríamos, até hoje, que não houve mensalão, petróleo e pedaladas!', diz Janaína Paschoal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Ao saber que o PT quer prioridade para um projeto que censura a TV Justiça, a jurista Janaína Paschoal se manifestou: "É muito importante ficar atento a essa tentativa de proibir a veiculação dos julgamentos do STF. A transparência é uma das poucas garantias que temos. Sem a transmissão dos julgamentos pela TV Justiça, acreditaríamos, até hoje, que não houve mensalão, petróleo e pedaladas! Carecemos de menos sigilo, menos opacidade, mais transparência. Quem quer fechar os olhos do povo deve! Queremos continuar acompanhando (e fiscalizando) o trabalho do STF!".

sábado, 28 de abril de 2018

Modesto Carvalhosa expõe os motivos para o impeachment de Gilmar Mendes e pede ajuda à população

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa, autor do pedido de impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, pediu ajuda aos brasileiros para divulgar os motivos do pedido e pressionar o presidente do Senado e os senadores para que deem andamento ao pedido de impeachment. Carvalhosa apresenta nove motivos pelos quais Gilmar Mendes deveria ser afastado de seu cargo. 

sexta-feira, 27 de abril de 2018

General 'cala' os que tentam associar o Exército a 'ditadura' e 'fascismo': 'O Exército Nacional enviou cerca de 25.000 homens para os campos de batalha da Itália para combater as forças alemãs do governo do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Geraldo Antonio Miotto respondeu a militantes que tentam associar o Exército Brasileiro a 'ditadura' e 'fascismo': "O Exército Nacional enviou cerca de 25.000 homens para os campos de batalha da Itália para combater as forças alemãs do governo do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Somos defensores da Democracia! Brasil acima de tudo! Aço!".

'Molecagem que instaura insegurança jurídica no País, mas não melhora situação do preso Lula', afirma Nêumanne sobre decisão da segunda turma do STF

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista José Nêumanne Pinto classificou como "molecagem" a decisão dos ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski de retirar do juiz Sérgio Moro trechos de delações da Odebrecht. Para o jornalista, a "decisão de três dos ministros da Segunda Turma do STF - Gilmar, Toffoli e Lewandowski - de mandar delações da Odebrecht de Curitiba para São Paulo é molecagem, que instaura insegurança jurídica no País, mas não melhora a situação do preso Lula". 

Senador propõe que a população vote para manter ou não ministros do STF em seus cargos: 'Se todo poder emana do povo, então que a população, por meio do voto, decida pela manutenção, ou não, dos ministros do STF em seus cargos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O senador José Medeiros (Pode-MT) é autor de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) passem por votação popular. “Se todo poder emana do povo, então que a população, por meio do voto, decida pela manutenção, ou não, dos ministros do STF em seus cargos”, afirmou.

'Não são críticas que mancham imagem do tribunal, mas posturas como a do Ministro Gilmar Mendes', diz Deltan Dallagnol

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, reagiu à ameaça de instaurar inquérito de ofício contra o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, mencionada pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Para Dallagnol, "a instauração de inquérito para o qual o STF não tem competência se alinha às tentativas de aprovar leis da mordaça para calar o MP na defesa do interesse da sociedade contra poderosos. Tentativas tendem a expandir como estratégia para impedir mudanças e reações contra ataques injustos".

quinta-feira, 26 de abril de 2018

'Não fazem mais do que defender criminosos e corruptos. Será que são pagos para isso?', questiona General

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas questionou a motivação dos ministros do Supremo Tribunal Federal que vêm agindo em favor de criminosos: "QUANTO VALE A IMPUNIDADE? É triste e lamentável,  mas a verdade é que há MINISTROS no STF que não fazem mais do que DEFENDER CRIMINOSOS E CORRUPTOS. Será que são pagos para isso?". 

'Um magistrado não pode decidir de uma forma (ou de outra) porque quer', diz Janaína Paschoal sobre voto de Toffoli

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
A jurista Janaína Paschoal aponta a necessidade urgente de recurso contra a decisão da Segunda Turma que retirou delações do juiz Sérgio Moro. No voto vencedor, o ministro Dias Toffoli mencionou precedentes que diziam que o recurso deveria ser negado, mas aprovou o recurso assim mesmo. Janaína Paschoal aponta que a questão da competência foi questionada em inúmeras oportunidades, inclusive no STF, e sempre foi mantida, e afirma: "A pergunta a fazer é: 'O que mudou?'".

quarta-feira, 25 de abril de 2018

General sugere que ministros do STF temem Lula 'porque lhes conhece as entranhas da fortuna e dos malfeitos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O General Paulo Chagas manifestou seu desgosto em relação à decisão dos ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, chamando-a de "afronta que envergonha a Nação": "Agrego a minha revolta à dos brasileiros que regurgitam diante da afronta que envergonha a Nação apenas para proteger Lula, o criminoso e comparsa de tantos que o adotaram como modelo e a quem me permito pensar que temem porque lhes conhece as entranhas da fortuna e dos malfeitos". E acrescentou: "GILMAR, RICARDO E DIAS, OS TRÊS O QUÊ? Não sei se os chamo de irresponsáveis ou, simplesmente, de repugnantes desavergonhados, comprometidos com o que há de pior na fauna dos esgotos!".

terça-feira, 24 de abril de 2018

'Toffoli, Lewandovski e Gilmar, reforçados pelo colega Marco Aurélio, são um convite permanente à intervenção militar', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O jornalista J. R. Guzzo resumiu a percepção sobre a decisões tomadas pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal: "Os ministros Toffoli, Lewandovski e Gilmar, reforçados pelo colega Marco Aurélio, são um convite permanente à intervenção militar — ou golpe, como se queira. Rasgam as leis. Agem abertamente a serviço de um partido político e de seu chefe. Servem a um projeto de tirania".

Alguns ministros do STF 'têm se revelado um tumor maligno no corpo desta República', diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O procurador Diogo Ringenberg fez um apelo à população para que reaja contra as ações de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal para salvar corruptos: "Notícias aqui e ali, novamente, no sentido de que alguns ministros do STF organizam nova investida para salvar corruptos. Estes e aqueles, os mesmos de sempre, têm se revelado um tumor maligno no corpo desta República e contaminado a Suprema Corte. Cada um de nós precisa reagir".

Deputada Maria do Rosário faz discurso 'alucinado' e reforça impressão de que PT se transformou em uma seita; veja vídeo

Imagem: Reprodução / Youtube
A deputada Maria do Rosário, em fala aos militantes que dão "bom dia" e "boa noite" ao prédio onde Lula está preso, teve dificuldade em concatenar ideias e reforçou a impressão que vem se espalhando de que o PT se transformou em uma seita. 

segunda-feira, 23 de abril de 2018

'Seria o absurdo do absurdo, mas não uma surpresa', diz procurador sobre novo pedido de vista no STF

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Referindo-se à possibilidade de um outro ministro do Supremo Tribunal Federal pedir vista do processo que pode restringir o foro privilegiado, o procurador Roberson Pozzobon, da força-tarefa da lava Jato, afirmou: "Seria o absurdo do absurdo, mas não uma surpresa. É bom lembrar: a redução do foro privilegiado já tem maioria no STF, mas não surte efeitos em virtude desses pedidos de vista. Esse seria o terceiro. A questão é meramente jurídica. Por que vista então, se não é preciso dos autos para refletir?". 

sábado, 21 de abril de 2018

Joice Hasselmann propõe ação judicial pelo impeachment de Gleisi Hoffmann e pelo fim dos benefícios do ex-presidente Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
Em vídeo divulgado nas redes sociais, a jornalista Joice Hasselmann afirmou que pretende entrar com ações judiciais pedindo a cassação da senadora Gleisi Hoffmann e o fim dos privilégios a que Lula tem direito por ser ex-presidente. 

'Datafolha continua enganando o povo com pesquisas fake, sem pé e sem cabeça. Atenção, TSE!', alerta Levy Fidelix

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
Levy Fidélix, pré-candidato à Presidência, atacou a pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha. Segundo o presidenciável, as pesquisas realizadas pelo instituto são pesquisas "fake". 

sexta-feira, 20 de abril de 2018

'Gleisi envergonha o Brasil perante o mundo. Ou o senado toma uma atitude, ou assume a esculhambação de vez', afirma jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O jornalista Paulo Eduardo Martins explica que o problema com o vídeo da senadora ré Gleisi Hoffmann aos povos árabes vem de sua posição nas instituições: "O problema não é falar aos povos árabes; o problema é ela dizer, por exemplo, que a política externa é ditada pelos EUA. Gleisi é senadora, fala como representante de um dos poderes da República. E é presidente do PT. Quando alguém na posição de Gleisi diz as besteiras que ela disse e ainda convoca um levante estrangeiro contra o Brasil, o prejuízo para o País é enorme". O jornalista aponta a responsabilidade do Senado em restabelecer sua reputação: "Gleisi desonra a democracia, desonra os brasileiros e desonra o Senado da República, que precisa tomar uma atitude em relação à conduta deplorável da senadora, que se porta como uma adolescente líder estudantil. Ou os demais senadores reagem e impõem o  Senado como uma casa de respeito, ou assumem de vez que a Casa foi reduzida a uma barraca de centro acadêmico".

General retruca Gleisi Hoffmann após vídeo ao 'mundo árabe': 'o crime de lesa-pátria está caracterizado, resta, no entanto, definir qual seria a pátria dessa senhora'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O General Paulo Chagas manifestou-se sobre o vídeo gravado pela senadora ré e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, conclamando os povos árabes a lutar por Lula. Para o general, "na letra fria da Lei de Segurança Nacional e da lógica do patriotismo, o crime está caracterizado, resta, no entanto, definir qual seria a pátria dessa senhora". 

Advogado árabe grava vídeo para desmentir Gleisi: 'não somos idiotas, senadora, e não apoiamos ou defendemos ladrões'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O advogado Gabriel Braga Farhat, descendente de libaneses e neto do poeta árabe Elias Farhat, gravou um vídeo para esclarecer aos árabes a situação por trás do vídeo de Gleisi Hoffmann. Em seu vídeo, Farhat esclarece que Lula não foi preso sem provas e acrescenta: "não somos idiotas, senadora Gleisi Hoffmann, e não apoiamos ou defendemos ladrões". 

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Se deixarem, cela vira sucursal do Instituto Lula, diz colunista

Senadores 'vistoriaram' o prédio ontem e deputados querem fazer
nova 'vistoria' amanhã
Imagem: Ricardo Stuckert / Divulgação
O colunista Josias de Souza criticou o súbito interesse de parlamentares de esquerda pelas condições dos cárceres, ou, mais especificamente, pelas condições da cela do ex-presidente condenado Lula. Segundo o colunista, "É hora de levar o pé a porta da cadeia. Se as autoridades bobearem, o PT e seu séquito acabam transformando a cela especial de Curitiba numa sucursal do Instituto Lula em Curitiba. Ou coisa pior".


'Por que não substituímos logo os tribunais por loterias?', questiona estudioso

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O estudioso de redes e democracia Augusto de Franco questionou a postura de membros do Supremo Tribunal Federal, que desrespeitam as decisões da própria Corte, levando a um quadro de imprevisibilidade: "A situação é tão esdrúxula que a justiça agora depende de sorteio. Se o recurso de Dirceu - condenado a mais de 30 anos - cai na mão de uma ala de juízes do STF ele fica solto e pode continuar delinquindo. Se cai na mão de outra ala, ele vai preso. Insegurança jurídica é isso. Por que não substituímos logo os tribunais por loterias?". 

domingo, 15 de abril de 2018

Prisão em segunda instância é constitucional e gerou grande evolução no efetivo combate à corrupção, diz Alexandre de Moraes

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, em artigo intitulado Presunção de inocência e efetividade judicial, publicado na Folha de S. Paulo, explica que a prisão em segunda instância não fere a Constituição e nem o princípio da presunção de inocência. Além disso, proibir as prisões em segunda instância esvaziaria o papel do Judiciário, explica o ministro: "A exigência de trânsito em julgado representaria ostensiva subversão à lógica do sistema, com a transformação dos tribunais de 2º grau em meros órgãos de passagem, com grave comprometimento à efetividade da tutela judicial".

sábado, 14 de abril de 2018

General dá 'dura' em Gilmar Mendes: 'Com a omissão do Supremo diante do caos, restarão, apenas, as Forças Armadas e isso não é ameaça, é fato real!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O General Paulo Chagas publicou uma carta aberta ao ministro Gilmar Mendes, do STF, que afirmou que manifestações do Comandante das Forças Armadas e de Generais da reserva são um fato "extremamente preocupante e digno de todo o repúdio". O General Paulo Chagas lembrou ao ministro que a liberdade de expressão é uma garantia constitucional e também se aplica aos militares da reserva. Chagas respondeu ao ministro explicando que, enquanto o país enfrenta a crise, os ministros do Supremo se atacam uns aos outros. E questiona: "Se a última esperança de salvar a Nação do caos, depositada pelos brasileiros nas mãos dos Ministros do STF, está desmoronando, onde estará a salvação?". Em resposta, alerta: "Com a omissão do Supremo diante do caos, restarão, apenas, as Forças Armadas e isso não é ameaça, é fato real!". 

Hegemonia do 'politicamente correto' levou a nação à vanguarda do atraso, diz promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O promotor de Justiça Marcos Eduardo Rauber, do Rio Grande do Sul, explica como a hegemonia do "politicamente correto" impôs padrões de "normalidade" que excluem os valores de grande parte da população. Pessoas com valores conservadores são tratadas como "loucas" e são atacadas: "Os que ousam desviar-se dessa cartilha são classificados como lunáticos radicais (senão coisa pior), passam a ser vistos com desconfiança e tornam-se alvo de escárnio e maledicência". E aponta: "a conquista dessa hegemonia política-ideológica e cultural no Brasil não trouxe progresso. Ao contrário, seus valores distorcidos projetaram a nação à vanguarda do atraso, precipitaram-na no abismo da miséria material e moral".

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Tentativa de proibir prisões em segunda instância escancara incoerência do discurso 'progressista', diz promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
Ao defender a proibição de prisões após segunda instância, a esquerda brasileira mostra a incoerência de seus argumentos, afirma o promotor Rodrigo Merli Antunes. O promotor mostra que a interpretação literal da Constituição, adotada para defender o impedimento das prisões, é prontamente abandonada pela esquerda se não interessar a suas causas. 

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Esforço para acabar com prisão em segunda instância é 'tentativa de restaurar o sistema de blindagem de corruptos', diz colunista

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O colunista Josias de Souza mostra que começou a rachar o "sistema nacional de blindagem de maracutaias". E ressalta o papel do Supremo Tribunal Federal na definição dos caminhos que o País seguirá: "o esforço para alterar a regra que permite a prisão de condenados na segunda instância, como Lula, não passa de uma tentativa de restaurar o sistema de blindagem de corruptos. O Supremo precisa dizer de que lado está".

segunda-feira, 9 de abril de 2018

'STF e STJ são usinas de prescrição extremamente eficientes para seus réus especiais', diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O procurador Diogo Ringenberg defendeu o fim do foro privilegiado e a prisão em segunda instância para diminuir a impunidade: "STF e STJ são usinas de prescrição extremamente eficientes para seus réus especiais. A extinção ou drástica diminuição do foro privilegiado e a confirmação da prisão após condenação em 2ª instância são instrumentos fundamentais para mudar esta triste realidade".

domingo, 8 de abril de 2018

'Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês pelo juiz Sérgio Moro. Já para o STF a pena foi perpétua', diz colunista

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Em texto publicado antes mesmo da prisão de Lula, o blog "No Ponto do Fato", de HS Naddeo, explica que o juiz Sérgio Moro, agindo estrategicamente, conseguiu prender o ex-presidente e "condenou os ministros do STJ e STF a tirar suas máscaras, e assumir frontalmente de que lado estão". 

sábado, 7 de abril de 2018

General comemora 'fim da pantomima de Lula': 'sinto profunda vergonha por haver presenciado um espetáculo desse nível'

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O General Paulo Chagas comemorou o fim da pantomima apresentada por Lula para atrasar sua prisão. O general declarou: "Sinto profunda vergonha por haver presenciado um espetáculo desse nível, cujo ponto alto foi a pregação pelo desrespeito às instituições e o deboche em relação ao estudo. Tudo no bojo dos desmandos gerenciais e da desenfreada corrupção que acometem o país há quase 16 anos".

Lula apela para a baixaria em "missa": "Eles vão ter orgasmo múltiplo vendo minha foto preso"

Imagem: Reprodução / Youtube
Entre as frases desconexas que proferiu em sua 'missa', intercaladas com ofensas ao Judiciário e ao Ministério Público, Lula aproveitou para incluir uma baixaria: "Eles vão ter orgasmo múltiplo vendo minha foto preso".

'Procurador não pode jejuar, mas Lula pode participar de missa com mandado de prisão?', questiona promotor

Imagem: Reprodução / Youtube
O promotor Rodrigo Merli Antunes escancarou a incoerência da militância petista: "Por aqui, um ex-presidente socialista (e logicamente ateu) pode participar de uma missa mesmo condenado em duas instâncias por corrupção e com um mandado de prisão expedido em seu desfavor. Já um membro do Ministério Público que não cometeu crime nenhum não pode nem dizer que vai jejuar e orar por nosso país e pelo fim da impunidade.  É por isso que nos chamam de República das bananas. Aqui tudo nasce e cresce de cabeça para baixo".

Único objetivo de Lula é 'destruir a ideia de que a lei tem que ser cumprida', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O jornalista J. R. Guzzo mostra que a recusa do ex-presidente condenado Lula de obedecer à ordem judicial explicita mais uma vez seu caráter autoritário e ditatorial: "Lula, mais uma vez, está jogando tudo na desordem. Seu único objetivo, agora, é destruir a ideia de que a lei tem de ser cumprida. A palhaçada da sua 'resistência' à prisão deixa claro que jamais vai aceitar as regras da democracia. Quer uma ditadura — e a cadeira de ditador".

Procurador sugere isolar sindicato: 'sem água, cerveja, churrasco e mortadela'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O procurador Aílton Benedito sugeriu uma estratégia para a prisão do ex-presidente condenado Lula: "Vez que não conseguem tirar o condenado Lula do seu bunker sindical, a justiça e a PF deveriam isolá-lo com seus seguidores lobotomizados: sem água, cerveja, churrasco e mortadela. E deixá-los lá todos presos indefinidamente em flagrante-delito de obstrução da justiça".

sexta-feira, 6 de abril de 2018

'Toda a discussão da prisão em segunda instância cairá por terra se Lula não se entregar', diz promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
Enquanto militantes petistas garantem que Lula não pretende se entregar e vai resistir à ordem de prisão,  o promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos, esclarece que essa pode não ser uma boa ideia pra o ex-presidente condenado. 

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Prisão de Lula é questão de honra para brasileiros de bem, diz general

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O General Eliéser Girão Monteiro afirmou que, mesmo após a negativa de habeas corpus a Lula, a população precisa continuar mobilizada para garantir que a prisão ocorra: "Após essa decisão do STF devemos manter a pressão para que a desmoralização total venha a ocorrer: Lula na prisão. É uma questão de honra para nós brasileiros de bem". 

quarta-feira, 4 de abril de 2018

'A História não perdoa os covardes', diz General Heleno em apoio ao General Villas Bôas

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O General Augusto Heleno, em nota reproduzida pelo General Paulo Chagas, manifestou seu apoio e aprovação às declarações do Comandante do Exército, General Villas Bôas, que pronunciou-se contra a impunidade. Na nota, o General Augusto Heleno afirma: "Meu estimado COMANDANTE e querido amigo General Villas Bôas. Nota primorosa, sobretudo pelo senso de oportunidade. A História não perdoa os covardes. Independentemente do resultado, o que vale, perante seus subordinados, é a tomada de posição. Tenho certeza de que a repercussão será excelente e terá um efeito motivador para os militares de todos os níveis, das três Forças. Meu respeito e admiração, como sempre. Fraterno abraço". 

julgamento dos processos. 

'Não é este o país que quero deixar para os meus filhos. Um paraíso de homicidas, estupradores e corruptos', diz Barroso

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ministro Luís Roberto Barroso expressou o risco de se instituir a impunidade generalizada para salvar o ex-presidente Lula: "Não é este o país que quero deixar para os meus filhos. Um paraíso de homicidas, estupradores e corruptos. Me recuso a participar, sem reagir, de um sistema de Justiça que não funciona".


'Corte que muda decisão para beneficiar criminoso, não é Corte, é quadrilha!', diz general Paulo Chagas

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Pouco antes do início da sessão do Supremo Tribunal Federal que julga o habeas corpus do ex-presidente condenado Lula, o General Paulo Chagas fez uma dura afirmação: "Ministro que muda de opinião para beneficiar criminoso, não é Ministro, é comparsa! Corte que muda decisão para beneficiar criminoso, não é Corte, é quadrilha!".

Líder do PSB retruca declaração do General Villas Bôas: 'Foi muito dura, despropositada para o momento, fere os princípios constitucionais'

Imagem: Produção / Gazeta Social
O líder do PSB, Julio Delgado (MG), disse ter recebido com “surpresa e preocupação” a mensagem de Villas Bôas. “Foi muito dura, despropositada para o momento, fere os princípios constitucionais”, disse. 

Roberto Jefferson faz chacota de petistas por 'pânico' gerado pelo General Villas Bôas: 'A esquerda se borra toda só de pensar em um coturno'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O presidente do PTB, Roberto Jefferson, fez chacota das reações de petistas às declarações do Comandante do Exército, General Villas Boas: "Obviamente que os petês estão histéricos e dando gritinhos por conta da declaração do General Villas Boas. A esquerda se borra toda só de pensar em um coturno".

Senador Lindbergh Farias 'surta' com declaração do General Villas Bôas: 'É a maior chantagem à Justiça desde a época da ditadura militar'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) chamou as afirmações do General Villas Boas de "chantagem": “É a maior chantagem à Justiça desde a época da ditadura militar”, disse em vídeo postado em uma rede social.

'Chefe' do MTST ataca Comandante do Exército: 'Chantageando o STF e fazendo ameaças veladas? É isso mesmo?'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O 'chefe' do MTST e presidenciável Guilherme Boulos não gostou da declaração do Comandante do Exército, General Villas Boas. Para Boulos, a afirmação de que o Exército se posiciona contra a impunidade seria uma "chantagem" contra o Supremo Tribunal Federal: "O comandante do Exército está chantageando o STF e fazendo ameaças veladas? É isso mesmo?". Boulos não considerou "chantagem" o fato de outro "movimento social", o MST, ter ameaçado os brasileiros com um "abril vermelho ao quadrado" caso a decisão do Supremo não os agrade.

'O Brasil fica. O Brasil é eterno. E o Exército deve ser o guardião vigilante da eternidade do Brasil', afirma General Pinto Sampaio ao apoiar o Comandante do Exército

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O General Cristiano Pinto Sampaio, ao declarar apoio ao Comandante do Exército contra a impunidade, lembrou que a função do Exército é de proteger o País e não o governo que esteja no poder no momento. O general Sampaio citou o historiador Gustavo Barroso: “Todos nós passamos. O Brasil fica. Todos nós desaparecemos. O Brasil fica. O Brasil é eterno. E o Exército deve ser o guardião vigilante da eternidade do Brasil”. E acrescentou: "Sempre prontos, Comandante!!". 

'Manifestações de milhares de pessoas nas ruas e alerta do comandante do Exército nas redes sociais demonstram que acabou a paciência', afirma jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O jornalista José Nêumanne Pinto mostra que o pedido de "serenidade" feito pela presidente do Supremo pode não ter efeito se não vier acompanhado de uma decisão contrária à impunidade: "Manifestações de milhares de pessoas nas ruas e alerta do comandante do Exército nas redes sociais demonstram que acabou a  paciência da sociedade brasileira e de parte relevante do Estado com a  supremacia de interesses pessoais sobre públicos com estímulo à impunidade pelo STF".

terça-feira, 3 de abril de 2018

URGENTE: Renomado jurista Modesto Carvalhosa convoca o Brasil: 'Vamos nos levantar contra a covardia do STF! Lula na cadeia!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O jurista Modesto Carvalhosa convocou a população a se manifestar e "exigir que o Supremo Tribunal Federal aja de acordo com a lei e puna efetivamente o réu que está sendo julgado. Precisamos da presença de todos para protestarmos contra a covardia geral que está imperando naquele tribunal". 

Joice critica Cármen Lúcia: 'Enquanto a senhora fala em serenidade, eu falo em justiça. Não se trata de opinião, é lei'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
A jornalista Joice Hasselmann considerou o discurso da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, "extremamente preocupante. A sensação que dá é que a ministra Carmen Lúcia está tentando nos preparar para o que vem aí, lá no STF na quarta-feira, que é o dia do julgamento do habeas corpus de Lula". 

PT diz que Gleisi faz parte da "frente contra a democracia" e vida piada nas redes sociais

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A senadora ré Gleisi Hoffmann tornou-se a piada do dia nas redes sociais, após o Twitter do partido associá-la à hashtag #FrenteContraADemocracia. 

segunda-feira, 2 de abril de 2018

URGENTE: General faz grave alerta: 'Se o STF continuar desafiando a sociedade, há o risco de confrontação nacional e haverá derramamento de sangue'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O general da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa, em entrevista ao jornalista Milton Cardoso, da Band-AM de Porto Alegre, confirmou a possibilidade de uma intervenção militar "se o STF continuar desafiando a sociedade brasileira". O General afirma que a responsabilidade por uma confrontação nacional será inteiramente do STF, e lembra que, se ocorrer, a intervenção não será pacífica. 

Advogado responde a Cármen Lúcia: 'há mesmo muita intolerância com uma Justiça que muda de decisão conforme o réu'

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
Após a divulgação do pronunciamento da presidente do STF, o advogado Ricardo Peake Braga retrucou o pedido de "tolerância" de Cármen Lúcia: "Carmen está certa. Há muita intolerância no Brasil atualmente. Intolerância com a corrupção; intolerância com a covardia de quem ocupa posições de poder; intolerância com a leniência que protege corruptos. E intolerância com uma Justiça que muda de decisão conforme o réu".

URGENTE: Cantor Paulo Ricardo convoca a população a ir às ruas: 'Não temos um, nem dois, nem dez motivos'; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O cantor Paulo Ricardo convocou a população a participar das manifestações pela prisão de Lula e pelo fim da impunidade. Para o cantor, "Não temos um, nem dois, nem dez motivos para nos manifestar; temos um caminhão de motivos". 

'Eles têm a conivência de forças estranhas de capas pretas, mas o povo brasileiro vai resistir e tirar Lula da política definitivamente', diz Levy Fidelix

Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O pré-candidato à presidência, Levy Fidelix, conclamou os brasileiros a irem às ruas para pedir a prisão de Lula: "No sábado próximo, faremos um levante contra a corrupção e contra a violência no nosso país. Vamos para as ruas, em todo o Brasil. O País precisa de vocês. Não se esqueçam que dia 4 será julgado o Luladrão, aquele que dilapidou mais o patrimônio nacional, e tem a blindagem do Supremo Tribunal, o que é lamentável. O que o Moro fez, o TRF-4 fez, o que o STJ fez,  não foi suficiente para tirar essa camarilha do poder até hoje. Lamentavelmente, eles têm a conivência de forças estranhas de capas pretas. Mas o povo brasileiro vai resistir e vai determinar que esse 'nine fingers' saia da política definitivamente. Está levando ovadas por aí. Será que não é suficiente? Parece que ele quer que se determine, pelo povo em geral, que ele não é mais o que era antes".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...