quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Maduro é desautorizado por Guaidó após anunciar ‘rompimento’ com os EUA


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Após Nicolás Maduro, em um discurso à sua militância, dizer que concede 72 horas para que todo o corpo diplomático dos Estados Unidos se retire do país, o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, divulgou uma nota a todas as embaixadas presentes na Venezuela, convidando-as a desconhecer quaisquer ordens de Maduro. Guaidó disse: “responsavelmente, digo-lhes que somos uma nação soberana e seguiremos mantendo as relações diplomáticas com todos os países do mundo. Seguimos firmes em retomar a ordem constitucional”.


Ouça:


Leia o texto: 

Comunicado dirigido a todas as embaixadas presentes na Venezuela

Pela presente, e na qualidade de todos os poderes a mim outorgados pela Constituição, comunico a todos os chefes de missões diplomáticas e seus funcionários acreditados na Venezuela que o Estado da Venezuela deseja fortemente que mantenham sua presença diplomática em nosso país. 
Para esse efeito, insto-os a desconhecer qualquer ordem ou disposição a respeito que contradiga o firme propósito do poder legítimo da Venezuela, que ostento em virtude da Constituição, de que as missões diplomáticas, chefes de missão e todo o seu pessoal continuem operando na Venezuela normalmente, e de que se respeitem todas as imunidades e privilégios. Qualquer disposição em contrário careceria de validade, pois emanaria de pessoas ou entidades que, por seu caráter usurpatório, não têm autoridade legítima para pronunciarem-se a respeito. 

Leia também: 
Bolsonaro reconhece Juan Guaidó como Presidente interino da Venezuela



Veja também: 








Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...