sábado, 27 de abril de 2019

‘Não se combate o crime atualmente sem enfrentar a lavagem de dinheiro’, diz Moro ao defender manutenção do COAF em seu ministério


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ministro da Justiça, Sérgio Moro, reagiu contra as tentativas de se tirar o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) de seu ministério. Pelo Twitter, Moro explicou que o governo Bolsonaro fortaleceu o órgão ao transferi-lo para o ministério da Justiça e defendeu sua manutenção. 


Ouça: 


Leia o texto do ministro Sérgio Moro: 

Precisamos falar sobre o COAF (parte II – versão estendida). O COAF foi fortalecido por sua transferência ao MJSP por decisão do Governo do Presidente Jair Bolsonaro.
O COAF é órgão de inteligência contra a lavagem de dinheiro. Não se combate o crime atualmente sem enfrentar a lavagem de dinheiro. Tem que confiscar e asfixiar economicamente o crime organizado. Corrupção também.
Leia também: 
Senador Lasier Martins enfrenta Toffoli e Moraes, exige prazo para análise de impeachment e Lava Toga
Petrobras anuncia que venderá oito refinarias de petróleo e participação na Petrobras Distribuidora


O COAF estava meio esquecido, no Governo anterior, no Ministério da Fazenda. Veio, no novo, integrar o MJSP. Com a junção de Justiça com Segurança, sobraram alguns cargos. Transferimos ao COAF.
Tinha 37 efetivos, o plano é ter 65 até o final do ano. Criamos um setor específico dedicado a atender o investigador, MP ou policial, da ponta, com informações estratégicas.
Estamos incentivando integração do COAF com MPF, PF e polícias estaduais. Só com o RJ, 27 novos agentes policiais estaduais foram cadastrados este ano junto ao COAF para obtenção de informações. Antes eram quatro.
Aliado a isso, incentivamos ainda mais o cuidado com a preservação dos dados do cidadão. Sem vazamentos. O objetivo é proteger o cidadão contra o crime e não expor dados privados indevidamente e prematuramente.
Há discussão no Congresso para ele voltar para a Economia. Respeitosamente, não é o melhor. O Min. Guedes não quer. Qualquer decisão será, por óbvio, respeitada, mas estamos conversando com os parlamentares para mantê-lo. No combate ao crime, integração é a chave.
Veja também: 








Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...