quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

EUA não retirarão diplomatas da Venezuela: ‘Maduro não tem poder para romper relações diplomáticas’


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O ditador Nicolás Maduro anunciou que rompeu relações diplomáticas com os Estados Unidos e “concedeu” um prazo de 72 horas para que todo o pessoal diplomático americano deixe a Venezuela. O Secretário de Estado dos EUA, Michael Pompeo, respondeu, através de um comunicado à imprensa, que Maduro não tem autoridade legal para romper relações diplomáticas, lembrando que o presidente legítimo da Venezuela, Juan Guaidó, pretende manter relações diplomáticas com todos os países. 


Ouça: 


Leia o texto: 

Os EUA estão ao lado do presidente interino Juan Guaidó, a Assembleia Nacional democraticamente eleita e o povo da Venezuela, que estão, pacificamente, restaurando a ordem constitucional em seu país. Estamos prontos para apoiar o Presidente Guaidó enquanto ele estabelece um governo de transição e cumpre seu papel constitucional como presidente interino, o que inclui a determinação do status de representantes diplomáticos nos EUA e em outros países. 
Acolhemos a diretiva do Presidente Guaidó a todas as missões diplomáticas na Venezuela, de que a Venezuela pretende manter relações diplomáticas com todos os países. Os EUA mantêm relações diplomáticas com a Venezuela, e conduziremos nossas relações com a Venezuela através do governo do Presidente interino Juan Guaidó, que convidou nossa missão a permanecer na Venezuela. Os EUA não reconhecem o regime de Maduro como o governo da Venezuela. Da mesma forma, os EUA consideram que o ex-presidente Nicolás Maduro não tem autoridade legal para romper relações diplomáticas com os EUA ou para declarar nossos diplomatas persona non grata. 
Pedimos aos militares venezuelanos, assim como às forças de segurança, que continuem protegendo o bem-estar e segurança de todos os cidadãos venezuelanos, assim como dos cidadãos americanos e estrangeiros na Venezuela. Fazemos um apelo a todas as partes para que evitem medidas inconsistentes com os privilégios e imunidades dos membros da comunidade diplomática. Os EUA tomarão as ações apropriadas para responsabilizar qualquer pessoa que ponha em perigo a segurança de nossa missão e de seus membros. 

Leia também:

Leia o texto original: 


Veja também: 








Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...