terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Juíza nega visita de comissão de senadores a Lula na cadeia


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, negou um pedido feito por membros da comissão de Direitos Humanos do Senado para mais uma “diligência” à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente Lula está preso.

Ouça: 


A juíza, que é responsável pela execução penal, lembrou na decisão que, “Desde a data da prisão, em 7 de abril de 2018, três comissões de parlamentares já realizaram diligências no local de encarceramento do executado: em 17/04/2018 a Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado Federal; em 29/05/2018 Comissão Externa da Câmara dos Deputados; em 17/07/2018 a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal”. Nenhuma dessas comissões encontrou irregularidades que justificassem mais uma diligência oficial. Para a juíza, “Causa estranheza, nesse sentido, a aprovação de diligência, por comissão parlamentar dotada de elevada relevância no âmbito do Estado Democrático, para, novamente, sem exposição de motivos concretos, verificar as condições de um detento específico, que inclusive conta com a atuação de grande número de advogados em sua defesa”.

A juíza Carolina Lebbos também apontou a quantidade de advogados, visitantes e religiosos que passam pela cadeia para visitar Lula. Lula, que está preso há cerca de 200 dias, já recebeu quase 600 visitas. 

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...