terça-feira, 6 de novembro de 2018

Professor faz grave análise sobre como o ENEM se transformou em uma ferramenta de totalitarismo esquerdista


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O crítico literário Rodrigo Gurgel, ao comentar a prova do ENEM deste ano, repetiu a crítica que já havia feito em 2015, quando acusou o ENEM de ser um “exercício de submissão ideológica”. Gurgel disse:  “Como afirmei em 25 de outubro de 2015 - e como muitos amigos estão lembrando aqui e em outras redes sociais -, o ENEM não é um exame, não é uma prova. Não… É um exercício de submissão ideológica. É o primeiro exercício de submissão ideológica antes da entrada na universidade, onde a submissão ideológica se completará. O governo não quer saber a opinião do estudante. Não… Quer apenas que o estudante concorde com a ideologia que o próprio governo defende, ensina e estimula. Se isso não é uma forma de totalitarismo, então o que é?”. 


Ouça: 


Leia também: 
Primeira-dama Michelle Bolsonaro dá demonstração de simplicidade surpreendente durante culto e faz sucesso na internet
Carmen Lúcia alerta para 'onda perigosamente conservadora' e é retrucada por procurador
Senador José Medeiros retruca Maria do Rosário e Jean Wyllys ao defender imunidade para policiais; veja vídeo
Jovem vereador 'fala verdades' frente a frente com políticos corruptos e vídeo viraliza na internet; assista
Juiz Sergio Moro, futuro ministro da Justiça de Bolsonaro, se pronuncia sobre Gabriela Hardt, que o substituirá na Lava Jato
AO VIVO: DONO DA HAVAN, LUCIANO HANG SE PRONUNCIA SOBRE NOVO BRASIL QUE SE INICIARÁ COM BOLSONARO

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...