terça-feira, 31 de julho de 2018

Hélio Bicudo combateu a ditadura militar e a do PT, diz Reale Jr.


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O advogado Hélio Bicudo, que morreu nesta terça-feira (31), aos 96 anos, será lembrado pelo colega de profissão Miguel Reale Jr. como símbolo de ética, coragem cívica e espírito público.

"Ele foi um militante contra a ditadura do governo militar e no fim da vida veio a tomar uma posição firme contra uma outra forma de ditadura, que foi o descalabro do governo Dilma Rousseff", diz Reale Jr.

Leia também: 

Ao lado de Bicudo e da advogada Janaina Paschoal, Reale Jr. foi autor do pedido de impeachment da então presidente, em 2016. Para ele, a morte do colega encerra uma história de coerência, de alguém que ajudou a fundar o PT (Partido dos Trabalhadores), mas depois "se viu eticamente impossibilitado de permanecer em um partido que estava imerso na corrupção".

Bicudo deixou a legenda em 2005, na época do escândalo do mensalão.

Relembre alguns momentos do jurista Hélio Bicudo: 








Folha de S. Paulo
Editado por Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...