quarta-feira, 1 de novembro de 2017

‘Meirelles baixa SELIC a 7,5% depois de esfolar os brasileiros com os juros mais altos do mundo’, afirma Levy Fidelix


Imagem: Produção Ilustrativa / Gazeta Social
O presidente do PRTB, Levy Fidelix, criticou com veemência a política econômica adotada por Temer e Meirelles. "O Banco Central reduz a taxa Selic. Há mais de ano eu venho dizendo isso. A taxa Selic quase chegou a 15%. Agora, os bancos ganharam bilhões e bilhões. O Brasil paga hoje 700 bilhões de reais aos bancos. Eu sou o único candidato que fala de juros bancários, que fala de economia. Só o Ciro e eu falamos de economia. Além de entender, temos coragem de enfrentar esses que aí estão, da Nova Ordem Mundial, os Illuminati, que estão controlando os bancos", criticou ele.

No ensejo, o político criticou o cadastro positivo. "Agora, com o chamado cadastro positivo, vão exigir sua conta de água, luz, telefone. É uma absurdo. Se você não quiser entrar no cadastro positivo, terá que pedir. E banco pede alguma coisa? Pede nada. São os Illuminati, a besta 666, uma vez mais presentes", relatou.

Para Fidelix, Meirelles deve tomar vergonha na cara por conduzir tal política. De acordo com ele, o que os banqueiros brasileiros merecem é a prisão. "Sr. Meirelles, vá tomar vergonha, rapaz. Ainda quer ser presidente da República? Faliram milhões de empresas e levaram milhões ao desemprego, e agora vem baixar taxinha de juros, depois que já mataram o paciente? Eu, presidente da República, a primeira coisa que faria seria botar esses banqueiros na cadeia. É o jeito!", comentou.

"Eu avisei o presidente Temer, inclusive. Disse para colocar um industrial, que sabe como gerar emprego. Srs. banqueiros, tomem vergonha na cara. Entendam que aqui é Brasil. Aqui não é bolsa de valores, nada. Essa nação é de todos os brasileiros", concluiu.

Leia também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...