segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Mudança de batalhão e excesso de 'bicos' agravaram quadro de PM que transmitiu suicídio ao vivo


Imagem: Reprodução Internet
Na equação que antecedeu o suicídio do PM Douglas Jesus de Oliveira, que transmitiu ao vivo a própria morte na internet, no último sábado, é impossível, para parentes e amigos, apontar um único motivo.

Entre a perda da avó, um processo de separação e voltas com a mãe da filha de pouco mais de 1 ano e os atrasos de salário, porém, duas questões agravadas nas semanas anteriores à tragédia surgem como hipóteses prováveis, para os mais próximos do soldado, de 28 anos: devido à falta de dinheiro, ele havia intensificado o trabalho como segurança nas horas vagas; além disso, a transferência do 9º BPM (Rocha Miranda) para o 24º BPM (Queimados), bem mais longe de casa, cerca de 20 dias antes do tiro fatal, o deixou ainda mais cansado e deprimido.

— Tinha dia em que ele saía do trabalho e emendava na segurança, ou o oposto. Dormia pouquíssimo. Além disso, estava com o carro enguiçado, sem moto, sem dinheiro. Como ia para Queimados? Isso tudo acumulou, ele ficava nervoso — contou a viúva Rayane Cristina dos Santos, de 25 anos, de quem o soldado não chegou a se divorciar.

No Facebook, Douglas vinha falando com frequência de solidão, segundo amigos presentes ao enterro, ocorrido nesta segunda-feira, no Cemitério de Irajá. A depressão se agravou há cerca de dois anos, após a morte da avó que o criou e com quem morava. Em maio do ano passado, ele chegou a ficar uma semana internado na psiquiatria do Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, após tentar suicídio ingerindo bebidas e medicamentos.

Na ocasião, de acordo com a corporação, ele optou por continuar o tratamento em “uma unidade próxima da residência dele”. Ao término das consultas, ainda conforme a PM, o soldado passou pela Junta Médica do HCPM e foi liberado para retomar as atividades.
— Eu acho que deveriam ter mais cuidado. Não era a primeira vez que ele apresentava esse tipo de problema — criticou Rayane.

Imagem: Cléber Júnior
















Afastado pela primeira vez após assalto

Os primeiros problemas psiquiátricos de Douglas surgiram em 2012, após reagir a um assalto e matar um dos criminosos. Além de ser afastado do trabalho para tratamento, o soldado passou, segundo a viúva, meses tomando remédio para dormir.

— Ele nunca mais voltou totalmente ao normal. Ficava tenso toda vez que passava uma moto, colocava a mão na arma. Ficou quatro meses em casa. Um dia acordei de madrugada com ele me dando um soco. Ele pediu desculpas e disse que sonhou que os bandidos estavam atrás dele — lembra Rayane.

Como Douglas não morreu em serviço, a PM não arcou com os custos do sepultamento. O enterro só pôde ser realizado graças a uma vaquinha de colegas de farda.

Veja, abaixo, a íntegra da nota enviada pela Polícia Militar:

“A Assessoria de Imprensa informa que o soldado Douglas de Jesus Vieira já foi atendido no Setor de Psiquiatria do Hospital Central da Polícia Militar (HCPM). No caso mais recente, o policial retornou à Unidade, no ano passado, e recebeu Licença para Tratamento de Saúde (LTS). Na ocasião, ele optou por continuar o tratamento em uma unidade próxima da residência dele. Ao término das consultas, o soldado passou pela Junta Médica do HCPM e foi liberado para retomar as atividades.
A Polícia Militar conta com 98 psicólogos e 4 psiquiatras. Os policiais militares que precisam do serviço também podem ser encaminhados para acompanhamento na rede conveniada.”

Veja também:
Homem xinga Sheherazade de adúltera por novo namorado após divórcio e é 'calado' pela jornalista
Após rumor de relacionamento com Danilo Gentili, Rachel Sheherazade assume namoro com tabelião
Sabia que jovens entre 15 e 29 anos podem viajar de graça pelo Brasil?
Casal que abandonou empregos para viajar está quebrado e agora limpa banheiros para sobreviver

Não deixe de ler:
Foto de Letícia Sabatella escancara hipocrisia da esquerda e viraliza
Silvio Santos se nega a furar fila em seção eleitoral e dá exemplo de cidadania
Estados Unidos oferece projetos para quem deseja deixar o Brasil e quer virar cidadão americano
Igreja usa dízimo para construir casas para sem-teto

Não perca as notícias abaixo:
Advogados de Lula pedem direito de resposta no JN e Lula acaba humilhado por Alexandre Garcia; veja vídeo
Homem despeja alumínio líquido em formigueiro e descobre arquitetura impressionante; assista
Veja algumas coisas incríveis construídas por presidiários
Deputado publica vídeo antigo com declarações de Lula sobre sítio, explode polêmica e ex-presidente responde; veja


Extra




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...