quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Funcionária fantasma de deputado entra em pânico ao ser flagrada batendo em ponto e indo embora, virando piada na web; veja


Imagem: Reprodução/Youtube
Servidores da Assembleia Legislativa de Goiás foram flagrados batendo ponto e indo embora logo em seguida, em Goiânia. Mesmo não trabalhando, eles continuam recebendo salários que chegam quase a R$ 10 mil, conforme apurou a reportagem da TV Anhanguera. A maioria deles é comissionada. Os funcionários da Assembleia começam a bater o ponto 6h30. Todos os servidores devem passar o crachá e seguir para o trabalho. Porém, alguns voltam para a entrada do prédio e vão embora. Uma das pessoas que foi filmada cometendo a irregularidade chega a deixar o carro ligado na rua enquanto registra sua chegada na Casa. Veja vídeo com a reportagem:


Assessora nível 3, Edinair Maria dos Santos Moraes foi flagrada durante três dias registrando a presença na Alego, mas saía sem trabalhar. No portal da transparência, ela aparece lotada no gabinete do deputado Marlúcio Pereira da Silva. O salário dela é de R$ 2 mil.

Em um dos dias, ela toma café da manhã em uma padaria, faz caminhada em um parque e passa quase duas horas sentada em um banco. Em seguida, ela retorna à Assembleia, mas fica do lado de fora.

Leia também:
"El País" critica falta de reação dos brasileiros à corrupção
Fiscalização mostra que Câmara paga até canal pornô para deputados
'Desabafo de uma brasileira' se espalha nas redes sociais e atinge milhões de pessoas; veja

Vídeos relacionados


´

Veja também:

Impunidade e falta de controle pela sociedade estimulam corrupção no Brasil
Corrupção: Impunidade é a principal causa da prática ilegal
'Impunidade gera corrupção e vice-versa', diz fundador da Transparência Internacional
Reportagem especial sobre corrupção e impunidade em cidades do interior
Jantar de políticos em restaurantes de Brasília é mais caro do que cesta básica
Nova Zelândia e Brasil: Breves lições do país menos corrupto do mundo
Ministro suplica há meses para que Dilma reforce equipe para combater corrupção e é ignorado

Para a equipe de reportagem, ela disse que trabalhava como secretária, mas que estava desempregada no momento. Sobre sua ida à Assembleia, ela disse que foi participar de um evento. “Me avisaram de uma homenagem. Eu gosto muito do médico, e aí vim”, justificou. Ao ser questionada porque bate o ponto diariamente e sai sem trabalhar, ela diz que nunca fez isso e foge correndo. Veja o vídeo:

G1 GO
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...