quinta-feira, 31 de julho de 2014

Funai encontra carteira do Corinthians com índios isolados da civilização


Imagem: Divulgação / Funai
Um grupo de índios que vive no interior da Amazônia isolado da civilização carregava uma carteira estampada com o escudo do Corinthians (e adornada com fios coloridos) em seu primeiro contato com funcionários da Fundação Nacional do Índio, no Acre.


A Funai ainda não tem certeza sobre como eles conseguiram essa carteira, mas uma das hipóteses levantadas é que o objeto tenha sido levado de acampamentos de homens brancos dentro da floresta. Além da carteira, foram encontrados outros itens como caixas de fósforos, lâmpadas, pacotes de sal e parafusos.

A entidade calcula que haja entre 50 e 80 pessoas neste grupo de índios isolados. Nas últimas semanas, alguns deles resolveram se aproximar de funcionários da Funai e fazer contato. Conversaram com intérpretes, com outros índios e receberam frutas e outros objetos. Não foi a primeira vez, porém, que eles viram não-índios.

Leia também: 

A Funai acredita que eles vêm sofrendo pressão de grupos de madeireiros e narcotraficantes que atuam na fronteira entre Brasil e Peru. Relatos de indigenistas que atuam na região amazônica dão conta de assassinatos cometidos por brancos ou por outros índios contra comunidades isoladas.

Acredita-se que haja cerca de 70 grupos isolados no país, mas esse número é impreciso porque o Estado evita ter contato com eles.

Depois do contato inicial, os índios que usavam a carteira do Corinthians apresentaram sintomas de gripe, o que gerou uma preocupação na Funai de que possa haver um surto da doença que leve a uma tragédia na aldeia dos isolados.

Índios sem contato com não-índios não têm defesas naturais para doenças comuns no Ocidente.

Os objetos fotografados pela Funai, inclusive a carteira do Corinthians, foram devolvidos para os indígenas.

UOL
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...