terça-feira, 15 de abril de 2014

Rede Globo vive o pior momento de sua história


Imagem: Reprodução
A Rede Globo de televisão nunca se viu numa situação tão caótica em audiência. Diariamente temos visto nas notícias dos sites que cobrem o mundo televisivo os números e recordes e mais recordes negativos em programas e telejornais da carioca.


Além disso, nunca antes vários de seus programas tiveram que dividir a liderança em audiência com outros produtos da concorrência ou mesmo perdê-la para estes canais. Notícias recentes jogam na cara da Globo lista de mais de 15 produtos que tiveram suas lideranças beliscadas em apenas uma semana.

É o efeito cascata que faz a Globo viver a pior fase de sua história. As manhãs da emissora estão estabilizadas ao comparar com períodos passados recentes, entretanto, o carma começa nas tardes e percorre por todo o horário nobre.

Inicia-se com o atual fracasso do “Vídeo Show” de Zeca Camargo, o qual vem frequentemente perdendo o primeiro lugar, assim, entrega em baixa para os filmes da “Sessão da Tarde”, cuja audiência já não alegra a emissora há tempos.

Há certa pausa no carma ao entrar em cena o “Vale a Pena Ver de Novo – Caras & Bocas”, tendo em vista que este vem conseguindo bons números, aproximando-se dos 18 pontos, meta estipulada pela Globo para o horário.

O efeito cascata negativo recomeça com “Malhação”, que, igualmente à “Sessão da Tarde”, já não anima a velha senhora há tempos. Limitada pelos números que a antecedem, a nova novela das 18h (“Meu Pedacinho de Chão”) vai ao ar e não consegue cravar índices satisfatórios.

Após os jornalísticos locais, a novela das 19h (“Além do Horizonte”) com os índices mais preocupantes de todos os tempos surge para o telespectador, não obtém bons números e entrega extremamente em baixa para o honroso “Jornal Nacional”, este é um dos supracitados que vem amargando recordes negativos históricos.

O “JN” se despede e entra em cena à última, sonífera e penosa trama “Em Família”, do grande Manoel Carlos (que tristeza de despedida, hein…), essa alarma ainda mais a situação, e, juntamente com a atual das 19h, se constitui até o momento como a de menor audiência do horário de todos os tempos, nesse caso, a das 21h.

Esse carma segue sucessivamente pela programação da Globo nos dias atuais. O efeito cascata é comprovadamente um empecilho crucial vivenciado pelas emissoras, uma vez que é complicado um produto fazer mágica e subir números tão baixos, sobretudo quando se trata de produtos explicitamente não tão qualificados, os quais fogem do gosto popular moderno.

Quanto aos finais de semana, os números também já foram bem, mais bem melhores.

Com uma concorrência competente, seria difícil a Globo sustentar a liderança geral com tantos recordes negativos…

Danyllo Júnior
TV Foco
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...